Engenhão passará por obras em 2015, mas não será fechado

Estádio receberá arquibancadas provisórias para os Jogos Olímpicos

Por O Dia

Rio - Para receber o atletismo na Olimpíada de 2016, o Engenhão passará por mais um período de obras e os trabalhos vão começar no primeiro trimestre de 2015 e devem terminar no primeiro trimestre de 2016, mas sem a necessidade de fechamento, segundo o prefeito Eduardo Paes. As reformas incluem a construção de arquibancadas provisórias, para o aumento em 30% da capacidade, até instalação de rampas para atletas paralímpicos.

Estádio vai passar por obras em 2015Efe

As obras de reforço na cobertura, que começaram no dia 1º de julho, também estão incluídas no pacote de intervenções exigido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). A conclusão do reforço está prevista para o segundo semestre do ano que vem, quando o estádio deve ser liberado para voltar a receber jogos.

Além de rampas e arquibancadas provisórias — o estádio terá capacidade para 60 mil pessoas —, a Prefeitura terá que substituir o piso das pistas de atletismo, aumentar a capacidade de iluminação e dos dutos de energia para transmissão de TV.

O entorno do Engenhão também será completamente revitalizado para a Olimpíada. Serão 27 quilômetros de vias públicas reurbanizadas, além de 2,2 quilômetros de ciclovia. A Praça do Trem, com 63 mil metros quadrados, será construída em frente à estação do Engenho de Dentro. Os galpões antigos, vizinhos ao estádio, vão ser restaurados e receberão em sua volta mais de 325 árvores.

OBRAS EM DEODORO

Faltando três anos </MC><CW-5>para os Jogos, a Prefeitura informa que precisará acelerar as obras do Parque Olímpico de Deodoro. O município recebeu há dois meses a incumbência de tocar a construção no lugar do Governo do estado, que nada tinha feito no local. O projeto ainda está em execução e as obras só começam no ano que vem.

Ao contrário de Deodoro, o Parque Olímpico na Barra da Tijuca — que contará com nove arenas e centros de treinamento — está dentro do cronograma e com folga, como frisou o prefeito Eduardo Paes. Ontem, o Comitê Organizador Local e a Prefeitura apresentaram um balanço sobre toda a transformação da cidade para os Jogos Olímpicos. O orçamento para o evento, no entanto, ainda não foi concluído.

“Vamos fechar no final desse ano. Mas é importante que haja a separação das verbas: de infraestrutura da cidade, que será um legado, e das despesas do comitê”, disse Paes.