Por pedro.logato
Publicado 12/12/2013 01:54 | Atualizado 12/12/2013 16:38

Rio - Foi um período muito grande de ausência, mas o Botafogo está de volta à Libertadores. A classificação foi sofrida. Depois de um excelente primeiro turno no Brasileiro, quando oscilou em primeiro e em segundo lugar, o Alvinegro saiu do G-4 na reta final da competição e só conseguiu recuperar a vaga na última rodada.

Porém, apesar de se garantir em quarto lugar a classificação não estava assegurada. Como a Ponte Preta disputava a final da Sul-Americana, os alvinegros só puderam comemorar a vaga, quando a equipe paulista perdeu para o Lanús, nesta quarta-feira. Em caso de vitória da Macaca, o G-4 passaria a ser G-3 e o Glorioso perderia o seu lugar na principal competição do continente.

Em 2014, o Botafogo vai disputar a Libertadores pela quarta vez na história. O Glorioso jogou a competição em 1963, 1973 e 1996. Ao todo, disputou 25 jogos: com 12 vitórias, 5 empates e 8 derrotas, com 44 gols marcados e 37 sofridos.

Botafogo está de volta à LibertadoresMárcio Mercante / Agência O Dia

Histórico alvinegro na Libertadores

A participação do Botafogo em 2014 será a quarta do clube em Libertadores. A melhor colocação do Glorioso aconteceu em 1963, quando o Alvinegro jogou a competição pela primeira vez e acabou sendo semifinalista. Na ocasião, os representantes brasileiros foram: Santos, o campeão da Taça Brasil (Brasileiro da época) e da Libertadores do ano anterior e o Botafogo, vice-campeão da Taça Brasil. A competição ainda não tinha o status de hoje e apenas nove clubes participaram. Oito equipes foram divididas em três grupos, sendo dois com três times e um com apenas dois participantes. O Santos, atual campeão entrou diretamente nas semifinais. Apenas o campeão de cada grupo avançava na competição. Botafogo, Boca e Peñarol se classificaram para se juntar ao Santos na fase final. O Glorioso enfrentou o Peixe, nas semifinais, e acabou sendo eliminado. Boca e Peñarol fizeram a outra semifinal. No fim, a equipe de Pelé derrotou o time argentino e se sagrou bicampeão.

Botafogo de Didi, Garrincha e Nilton Santos chegou a semifinal da LibertadoresUanderson Fernandes / Agência O Dia

Em 1969, o clube de General Severiano deveria ter disputado a competição por ter vencido a Taça Brasil do ano anterior. Porém, naquele ano, a competição nacional terminou atrasada por problemas com o calendário da época e por conta disso, não houve representantes brasileiros na Libertadores daquele ano.

Em 1973, o Glorioso voltou disputar a competição. O Alvinegro foi o segundo colocado o Brasileiro do ano anterior e foi representante do país ao lado do Palmeiras, o campeão. O Glorioso entrou no mesmo grupo do Verdão, e da dupla uruguaia, formada por Peñarol e Nacional. O regulamento daquele ano previa que apenas o campeão da chave se classificaria para a fase semifinal, que desta vez, seria disputada por seis times, dividas em dois grupos. O Alvinegro conseguiu avançar. Porém, na fase semifinal, o Botafogo não resistiu a Colo-Colo e Cerro Porteño, terminando em último lugar na chave, sem conseguir uma vaga na decisão.

Vinte e três anos depois, o Alvinegro voltou a Libertadores, desta vez como campeão do Brasileiro. Ao lado dele, Grêmio, campeão da competição sul-americana em 1995, e Corinthians, vencedor da Copa do Brasil do mesmo ano, representaram o país.

Na primeira fase, o Botafogo não fez uma grande campanha, mas conseguiu a classificação como terceiro colocado do grupo 4. Além do Glorioso, passaram a Universidad de Chile e Corinthians. Nas oitavas de final, o adversário do clube carioca foi o Grêmio, que defendia o título da competição e que no final do ano seria campeão brasileiro. Após empatar no Rio de Janeiro por 1 a 1, o Alvinegro não resistiu e foi eliminado pelo Tricolor Gaúcho no Olímpico com uma derrota por 2 a 0.

Túlio Maravilha fez gol de calcanhar na Libertadores de 1996Reprodução Internet

Pré-Libertadores

De volta a competição, o Botafogo vai reencontrar uma Libertadores com mais prestígio e bem mais inchada do que era nas outras participações do clube. O Alvinegro inclusive vai jogar uma fase que não existia nas competições anteriores em que esteve presente.

Classificado como o quarto melhor clube do Brasileirão, o Glorioso terá que passar por uma eliminatória chamada Pré-Libertadores. Isto é, antes de chegar a fase de grupos da competição, que conta atualmente com 32 equipes, o Alvinegro terá que passar por um mata-mata contra algum representante sul-americano ainda não definido.

Porém, o caminho mais difícil já foi alcançado pelo Botafogo na temporada 2013. Para o ano que vem, os alvinegros estão muito confiantes que o clube irá conseguir levantar a taça mais cobiçada das Américas.

Você pode gostar