Por fabio.klotz

Itália - De férias na Itália, Seedorf concedeu uma entrevista ao "Canal do Milan", clube que defendeu por dez anos, e fez revelações sobre as influências que transformaram sua personalidade. O craque do Botafogo mais uma vez citou Nelson Mandela, que morreu no início do mês, como grande responsável por sua consciência social e também falou pela primeira vez de outras personalidades pelas quais tem grande admiração.

Seedorf vai conversar em breve com a diretoria do BotafogoMárcio Mercante / Agência O Dia

“Além de Mandela, outra referência constante para mim é meu pai. No mundo do esporte, certamente o treinador da NBA Phil Jackson, que é capaz de introduzir no basquete a sua espiritualidade e força de valores. Depois, a apresentadora de TV dos Estados Unidos Oprah Winfrey, uma das mulheres mais poderosas do mundo e que colocou seu talento a serviço da sociedade para ajudar a fazer a diferença”, disse o camisa 10 do Glorioso.

Seedorf retorna ao Brasil em breve e, antes da virada do ano, vai se reunir com a diretoria para negociar um prolongamento de seu contrato por mais dois meses. O vínculo vence no fim de junho e ele não poderia participar dos jogos das quartas de final da Libertadores, caso o Botafogo consiga avançar até essa fase da competição.

A cúpula do futebol definiu nesta sexta-feira as datas da reapresentação dos jogadores. O primeiro grupo, formado pelos atletas que disputarão o Carioca, volta das férias no dia 3 e o outro somente no dia 6.

Você pode gostar