Por paulo.gomes

São Paulo - A Telexfree, que no Brasil teve sua operação suspensa pela Justiça do Acre por suspeita de ser uma pirâmide financeira, anunciou no começo da madrugada desta quinta-feira, dia 9, que assinou o contrato de patrocínio com o Botafogo. A informação foi divulgada por meio de vídeo da Telexfree publicado em uma rede social.

Como as contas e a operação da empresa no Brasil estão bloqueadas, Carlos Costa, diretor de marketing, ressalta logo na apresentação que trata-se de um negócio feito pela Telexfree dos Estados Unidos e que não tem "nada a ver com o Brasil". "Todo o pagamento foi feito nos Estados Unidos".

Carlos Costa%2C diretor de marketing da empresa%2C veste a camisa do Botafogo já com a marca da nova patrocinadoraReprodução Vídeo

Participaram da assinatura do contrato, que teria ocorrido em Miami, Ayrton Mandarino, diretor comercial do clube, Joana Prado, diretora jurídica, James Merrill, presidente da Telexfree, e Carlos Wanzeler, apresentado como diretor de Tecnologia. Segundo Merrill, "era o que faltava para levar a Telexfree Internacional para todos os lares brasileiros e para muitos ao redor do mundo". Apesar de representantes alvinegros na assinatura, até agora a direção do clube não confirmou oficialmente a parceria.

Ao som do hino do clube carioca, as imagens mostram Merrill e Wanzeler vestindo a camisa alvinegra. De acordo com Carlos Costa, o patrocínio vale para todas as competições do Botafogo, como campeonato carioca, Brasileiro e Copa do Brasil. E inclui ainda a Libertadores, cujo primeiro jogo será em 29 de janeiro no Equador.

As informações são de Paula Pacheco

Você pode gostar