Wallyson dá show e garante o Botafogo na fase de grupos da Libertadores

Atacante marcou três vezes na goleada alvinegra no Maracanã

Por O Dia

Rio - Não foi tão fácil, apesar do placar elástico, mas o Botafogo carimbou o passaporte para a fase de grupos da Libertadores. Após ser derrotado na primeira partida em Quito por 1 a 0, o Alvinegro passou pelo Deportivo por 4 a 0, no Maracanã e se classificou na competição mais importante das Américas.

Na fase de grupos, o Glorioso vai encarar uma chave com Independiente del Valle, do Equador, o San Lorenzo, da Argentina e com o União Espanhola do Chile. A primeira partida do clube carioca será na próxima terça-feira contra o San Lorenzo, no Maracanã.

>>> Confira as imagens da classificação do Botafogo na Libertadores

Wallyson foi o nome da classificação alvinegraMárcio Mercante / Agência O Dia

O JOGO

Precisando vencer, o Botafogo começou a pressionar o Deportivo desde o começo da partida. Com apenas dois minutos, Lodeiro quase abriu o placar com três minutos. Julio Cesar cruzou na medida para Lodeiro, que desviou, sem chance para Ramírez, que apenas torceu e agradeceu pela bola ter ido para fora. Aos 13 minutos, o uruguaio começou outra jogada que quase deu em gol. O apoiador brigou com a zaga do Deportivo e rolou para o Wallyson, que chutou forte e a bola foi para fora.

Na primeira chance que teve, Ferreyra colocou a bola na trave. Após cruzamento de Edilson, o argentino cabeceou e a bola tocou no poste, no rebote, Dória chegou atrasado e não conseguiu marcar.

O tempo passava e a torcida alvinegra ficava impaciente com as chances perdidas. O time começou a sentir e demonstrando nervosismo, acabava errando passes. Porém, aos 36 minutos, o Botafogo conseguiu o seu gol. Após cruzamento, Jorge Wagner ajeitou e Wallyson chutou de primeira abrindo o placar.

O gol acalmou o Glorioso, que passou a tocar mais a bola. A equipe teve chances de ampliar ainda na primeira etapa, mas acabou não sendo bem sucedida e a Alvinegro foi para o intervalo com a vantagem mínima.

O segundo tempo seguiu o mesmo script. O Botafogo, com muito mais qualidade, mandava no jogo e devido ao seu nervosismo, perdia várias chances. Com três minutos, Bolívar recebeu cruzamento e cabeceou, em cima de Romero, que desviou para escanteio.

Edilson deu uma entrada forte em Estupiñán, e o jogador equatoriano teve que ser substituído. A partir desse momento, o clima esquentou um pouco e jogo perdeu bastante em qualidade durante um bom intervalo de tempo.

Ciente da sua maior qualidade, o Botafogo acalmou os ânimos e voltou a criar boas chances. Wallyson arriscou um belo chute de fora da área e a bola passou muito perto do gol de Ramírez. E a noite era mesmo dele. Wallyson recebeu em boas condições, cortou a zaga do Deportivo e marcou o gol que deu alívio a torcida alvinegra.

Depois do segundo gol alvinegro, o Deportivo Quito se abriu mais e o Botafogo tem chances de ampliar nos contra-ataques. Em um deles, Lodeiro recebeu livre de Julio Cesar na marca do pênalti, mas o uruguaio chutou por cima do gol.

Porém, quando Wallyson tinha chance ele não perdia. Aos 34 minutos, o atacante recebeu belo passe de Elias e fez mais um. No fim, Henrique ainda teve a chance de marcar o dele e dar números finais a partida.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 4 X 0 DEPORTIVO QUITO

Local: Maracanã
Data-Hora: 5/2/2014 - 22h (de Brasília)
Árbitro: Silvio Trucco (Fifa-ARG)
Público pagante: 45.154 pagantes
Cartões amarelos: Calderón, Estupiñan, Romero (DEP). Edilson, Marcelo Mattos(BOT)
Cartões vermelhos: _

Gols: Wallyson, 36'/1ºT (1-0), 21'/2ºT (2-0) e 34'/2ºT (3-0); Henrique, 46'/ 2T (4-0) (BOT)

BOTAFOGO: Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner (Rodrigo Souto, 39' /2ºT)e Lodeiro; Wallyson (Henrique, 38'/2ºT) e Ferreyra (Elias, 20'/2ºT) - Técnico: Eduardo Hungaro.

DEPORTIVO QUITO: Ramirez; Chinga, Bonjour, Romero e Bayas; Olivo (Bravo, intervalo), Andrade, Vega e Feraud; Calderón e Estupiñan (Lara, 9'/2ºT) - Técnico: Juan Carlos Garay.