Por pedro.logato

Rio - Restou apenas a honra. Eliminado precocemente no Carioca, o Botafogo encara o Boavista — que ainda tem chances de ir à semifinal —, neste sábado, às 16h, em Bacaxá. Para o Alvinegro, a partida servirá só para acelerar a adaptação de Zeballos, esperança de criatividade, caso o time avance às oitavas de final da Libertadores.

Zeballos terá nova chance como titularMárcio Mercante / Agência O Dia

O paraguaio não chegou a tempo de ser inscrito na primeira fase da competição sul-americana, mas já carrega consigo o status de futuro titular. A estreia, no clássico contra o Flamengo, foi apagada e todos no clube esperam que ele esteja mais solto no duelo na Região dos Lagos.
Por possuir características diferentes dos outros jogadores do elenco, Zeballos pode ser um oásis no deserto criativo que o Botafogo se encontra. O técnico Eduardo Hungaro já elogiou a evolução do atacante desde sua chegada e conta os dias para poder escalá-lo na Libertadores. Se o Botafogo avançar, ele, finalmente, será inscrito.

RISSO FAZ SUA ESTREIA

Não é só o treinador que conta com o talento do paraguaio. Os companheiros também confiam no potencial do atacante, que foi contratado depois de muitas reviravoltas. “Zeballos é um jogador que, às vezes, não aparece muito, mas em qualquer momento pode decidir uma partida. Todos conhecem bem sua qualidade e é muito bom tê-lo do nosso lado”, frisou o zagueiro uruguaio Mario Risso, que <CW-6>fará hoje sua estreia pelo Botafogo e promete manter, durante a partida, a postura de ‘Xerifão’ que tem tido durante os treinamentos.

“Não sei se vou ser um novo líder, mas é um costume meu desde pequeno falar bastante. Não é mandar, é uma tentativa de ajudar. De trás se vê o jogo melhor. Gosto de falar para que tenham esta referência, tento deixar a equipe ordenada. Eles não me entendem muito, mas aos poucos vão me conhecendo”, afirmou Risso.

O zagueiro, de 1,93 metro, terá um duelo inusitado com <CW-15>Rodrigo ‘Beckham’</CW>, ex-jogador do Botafogo. Aposentado há quatro anos, o meia, de 37 anos, participará do jogo com a camisa 10, em homenagem ao aniversário de dez anos do Boavista. Pelo menos, será uma atração em um jogo quase sem apelo.

Você pode gostar