Por pedro.logato

Rio - Apesar da vaga para as oitavas de final da Libertadores estar bem encaminhada, a diretoria reconhece que o Botafogo precisa de reforços. O mercado, entretanto, tem criado barreiras quase intransponíveis e as negociações não vêm evoluindo. Além de Deivid, o Alvinegro tentou trazer Vitinho de volta por empréstimo até o fim do ano, mas o CSKA, da Rússia, não quis conversa.

O clube se propôs a pagar parte dos mais de R$ 300 mil mensais que o garoto recebe e tentou comover os russos com o argumento de que o jogador iria se valorizar, pois poderia atuar mais. A resposta foi não. E não foi somente o Glorioso que recebeu a negativa. O Fluminense e outros times da Europa também tentaram, em vão.

Vitinho deixou o Botafogo em 2013Carlos Moraes / Agência O Dia

O CSKA gastou R$ 31 milhões para contratar Vitinho e tem uma expectativa enorme em seu futebol. Além disso, mesmo não começando como titular na maioria dos jogos, ele sempre tem entrado no decorrer das partidas.

A situação de Deivid é totalmente diferente, mas a concretização da negociação também ficou distante. Houve uma discordância em relação à divisão de quanto ele receberia como direitos de imagem e na carteira de trabalho.

As conversas esfriaram, porém, novas reviravoltas podem acontecer, principalmente porque o atacante recebe um salário que poucos clubes no Brasil estão dispostos a pagar. Ou seja, não há uma grande concorrência.

O único reforço que está assegurado, por enquanto, é Fabrício Carvalho, destaque da Cabofriense no Carioca. O atacante de 36 anos deverá ser submetido a exames médicos na próxima semana. A apresentação ficará para depois do Estadual. Vale lembrar que ele passou um período afastado do futebol por conta de arritmia cardíaca. Portanto, os exames que Fabrício fará serão analisados com muito cuidado para que sua saúde não seja colocada em risco.</CW><CW-15>

Em três tiros, o Alvinegro acertou apenas um, mas, em compensação, tem um reforço que ainda não estreou na Libertadores, foco do clube: o atacante paraguaio Zeballos.

Time faz melancólica despedida do Carioca

O Botafogo se despede neste sábado, às 15h45, do Campeonato Carioca, que só ficará na memória dos torcedores pela péssima campanha. Eliminado precocemente, o Alvinegro encara o Nova Iguaçu, em Moça Bonita, em partida que servirá apenas para dar ritmo a Zeballos e nova chance à garotada.

O paraguaio só poderá jogar a Libertadores a partir das oitavas de final e quer estar 100%, caso o time consiga a classificação à próxima fase.

“Por mais que a equipe esteja eliminada, o jogo será importante para ganharmos confiança. Para aqueles que terão a oportunidade de jogar, é sempre bom fazer um belo trabalho. Também quero me preparar da melhor maneira possível para a Libertadores e o Campeonato Brasileiro”, disse Zeballos.

Para os garotos Fabiano, Dedé, Gegê e Cidinho, será a última oportunidade de mostrar que merecem ser mais aproveitados na equipe principal.

Você pode gostar