Renato sela liberação do Botafogo e está livre para acertar retorno ao Santos

Volante vai assinar rescisão contratual com o Glorioso nesta sexta e deve voltar ao clube pelo qual venceu dois Brasileirões

Por O Dia

Rio - Sem muitas chances na atual temporada, a passagem de Renato pelo Botafogo deve chegar ao fim nesta sexta-feira. O advogado do jogador e representantes do Glorioso se reuniram nesta quinta-feira e chegaram a um acordo: a rescisão amigável do contrato. 

Renato vai voltar a vestir as cores da camisa do Santos após dez anosDivulgação

O vínculo de Renato com o Botafogo era até 30 de junho, época de Copa do Mundo. O alto salário do jogador (o maior do elenco, cerca de R$390 mil mensais), as poucas oportunidades dadas pelo técnico Vagner Mancini e o interesse do Santos fizeram com que o atleta, que completa 35 anos em maio, fosse liberado pelo clube de General Severiano.

Renato aceitou receber por produtividade no time da Vila Belmiro até o final da atual temporada em seu retorno ao clube. O Glorioso, imerso em uma crise financeira, atrasando os vencimentos dos jogadores, vai economizar cerca de R$800 mil com a liberação antecipada do atleta.

O jogador atuou no Santos de 2000 a 2004, fazendo parte do time que tinha Robinho, Diego e companhia. No Alvinegro Praiano, foi titular nas campanhas do título do Campeonato Brasileiro de 2002 e 2004. Na volta ao Peixe, Renato vai trabalhar novamente com o técnico Oswaldo de Oliveira, seu comandante no Botafogo em 2012 e 2013.

Desde maio de 2011 no clube carioca, quando foi contratado junto ao Sevilla, Renato recebeu a camisa 8 para liderar o time no meio de campo. Foi muito bem nos primeiros meses, mas passou a ter seguidas lesões, o que atrapalhou seu ciclo no Glorioso. Pela Estrela Solitária, o volante conquistou o Campeonato Carioca de 2013, atuou em 125 jogos e marcou sete gols.