Por pedro.logato

Rio - O Botafogo tem neste sábado, ontra o Criciúma, às 21h, no Maracanã, oportunidade de ouro para conseguir sua primeira vitória no atual Campeonato Brasileiro. Em tempo: diante de um adversário que jamais o venceu na competição. A ordem é bater o velho freguês de caderninho para dar início à reação e deixar a zona do rebaixamento para a Série B.

Em penúltimo lugar na tabela, mas com a autoestima crescendo conforme o técnico Vagner Mancini desenvolve seu trabalho, o Botafogo tem outra motivação para a partida: pela primeira vez em três meses, os jogadores receberam o pagamento de salários. A expectativa é ver os reflexos disso dentro de campo.

“A equipe está mais convicta do que pode fazer dentro de campo. A alegria voltou ao clube, mas só será completa no momento em que voltarmos a vencer. Estamos próximos de uma vitória e espero que seja neste sábado”, afirmou o treinador.

Emerson Sheik quer sua primeira vitória com a camisa do BotafogoDivulgação

O otimismo de Mancini também pode contagiar os torcedores, caso eles levem em consideração a boa relação de Sheik, principal jogador do time, com o Maracanã. Na sua estreia pelo Botafogo, há duas semanas, ele comandou a reação no empate (2 a 2) com o Internacional, ao marcar um gol e dar passe para outro. A química tem tudo para ser repetida no jogo contra o Tigre.

O único desfalque de Vagner Mancini é Lodeiro. Com uma lesão na coxa direita, sofrida na derrota para o Bahia, o uruguaio será substituído por Jorge Wagner, mas Edilson pode assumir a função de apoiador no decorrer do duelo com o Criciúma. O garoto Daniel segue na equipe e terá que municiar a dupla Sheik e Zeballos.

Carlos Alberto não tem data para estrear

Recém-contratado, Carlos Alberto não fará sua estreia no jogo deste sábado, como era esperado. O meia está seguindo uma programação para reencontrar o equilíbrio muscular e foi vetado pelo departamento médico alvinegro.

“Carlos Alberto vinha de uma condição física diferente da do time. E agora vamos colocá-lo no mesmo nível do grupo”, explicou o médico Rodrigo Kaz.
A data para a primeira partida no retorno ao Botafogo ainda não foi definida, mas acontecerá antes da parada para a Copa do Mundo.

Após a contratação de Carlos Alberto, a diretoria está perto de acertar com outro meia. O uruguaio Maxi Rodríguez, do Grêmio, pode ser anunciado na próxima semana, por empréstimo, até dezembro.

Velocidade, arma para encurralar adversário

Desde que chegou há quatro semanas, Vagner Mancini deixou claro que sua prioridade seria a velocidade na transição da defesa para o ataque. Aos poucos, o preparador físico Alex Rites vai deixando os jogadores com a condição que o treinador deseja e a equipe encontra o seu padrão.

No quatro jogo sob seu comando, Mancini espera que o Glorioso tome a iniciativa contra o Criciúma e busque o gol adversário a todo instante, sem deixar a defesa exposta.

“O Botafogo é uma equipe que tem um padrão de jogo e está bem armada no sentido técnico e tático. Diante do Bahia eu vi uma equipe consistente em campo, mas que ainda falhou no sistema defensivo. De uma maneira geral, melhorou bastante. Esperamos que no sábado (hoje) se inicie uma nova fase”, declarou Mancini.

Gabriel e Daniel são os motores do meio-campo e têm a responsabilidade de dar dinâmica ao time.

Você pode gostar