Treino do Botafogo em Curicica tem clima tenso, invasão e intervenção da PM

Apenas Edilson e Emerson Sheik foram poupados dos xingamentos

Por O Dia

Rio - O clima pesou bastante no Botafogo nesta segunda-feira. Na reapresentação do elenco do Glorioso, após o empate com o Vitória e a manutenção da equipe na zona de rebaixamento do Brasileiro, alguns membros de torcidas organizadas do Alvinegro invadiram o gramado do estádio Eustáquio Marques, em Curicica, local onde o clube tem treinado, após a utilização do campo anexo do Engenhão pela Fifa.

Não houve agressões, mas o elenco foi bastante hostilizado. Os principais alvos dos xingamentos foram os jogadores Bolívar e Rodrigo Souto, além do presidente do clube, Mauricio Assumpção. Apenas Emerson Sheik e Edilson foram poupados. Depois de mais de uma hora de protestos a Polícia Militar interviu e expulsou os torcedores.

Sem se preocupar com os xingamentos, os jogadores reservas do Botafogo realizaram o trabalho técnico em campo reduzido. Ferreyra, que se recupera de uma lesão muscular na coxa esquerda, correu em torno do gramado.