Por rodrigo.hang

Rio - De olho no Brasileirão, o Botafogo está fazendo uma preparação intensa para a volta do campeonato, que sofreu uma paralisação para a disputa da Copa do Mundo. Mesmo com as atividades cansativas, os jogadores sabem que isso vai ajudar o rendimento da equipe para o segundo semestre. Um dos atletas mais fortes fisicamente, Edílson comentou sobre o período de trabalho e acredita que isso possa beneficiar o Glorioso. 

Edílson diz que preparação do Botafogo para volta do Brasileirão tem sido importante para o elenco alvinegroDivulgação

"Estamos tendo um tempo maior para trabalhar e acho que isso é primordial para a gente se preparar bem para uma competição difícil e longa como o Campeonato Brasileiro. Essa intertemporada está sendo muito forte, mas lá na frente teremos um ganho muito grande. Estamos felizes por estar podendo trabalhar para o Mancini ajustar a equipe. Sem dúvida teremos um ganho muito grande na hora de voltar", disse o lateral-direito ao site oficial do clube.

>>> LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Edílson, entretanto, preferiu não fazer prognósticos sobre as chances do Botafogo no Campeonato Brasileiro e também na Copa do Brasil. Entretanto, o camisa 33 crê que esta preparação ajuda o técnico Vagner Mancini a observar ainda mais o elenco que tem em mãos.

"É difícil falar em números, mas teremos um ganho grande. Quando o Mancini chegou pegou o barco andando e agora está tendo a oportunidade de mostrar o seu trabalho, ajustando a equipe taticamente e crescemos ainda mais na parte física. Nós jogadores estamos sofrendo com essa forte intertemporada, mas sabemos que lá na frente esse esforço vai ser recompensado com vitórias e bons resultados", declarou, para em seguida deixar claro que quer uma vaga no time titular, seja na lateral direita ou no meio de campo.

"Ainda não sei como vou jogar, mas sempre digo que estou aqui para ajudar. Independente da posição que estiver eu vou dar o melhor. Minha posição de origem é a lateral, mas se o professor precisar que jogue no meio eu vou sem problema nenhum. Já mostrei que posso jogar por ali também", finalizou.

Você pode gostar