Por edsel.britto

Ceará - Com um gol do zagueiro André Bahia aos 51 minutos do segundo tempo, o Botafogo venceu o Ceará por 4 a 3 de forma heroica, e garantiu a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Em jogo marcado por falta de luz no estádio na segunda parte da partida e apagões da zaga carioca, Alvinegro agora enfrenta o Santos na próxima fase da competição.

André Bahia tornou-se o herói da classificação marcando o gol da vitória aos 51 minutos do segundo tempoJarbas Oliveira / Vipcomm / Divulgação

Edilson, Yuri Mamute e Luis Ramírez completaram o placar para os visitantes. Bill, duas vezes, e Magno Alves de pênalti marcaram para os donos da casa. Após os jogo, os cearenses foram reclamar de forma acintosa com o árbitro e uma confusão se formou no meio-campo.

O Botafogo agora volta às suas atenções para o Campeonato Brasileiro, onde enfrenta o Atlético-MG no próximo domingo, às 16h, no Independência. Já o Ceará irá visitar o Oeste, no sábado, às 21h, pela Série B do Brasileirão.

O JOGO

O Botafogo começou o jogo bem e tentando pressionar os donos da casa. Aos 5, Edilson cobrou falta com violência quase do meio campo e levou perigo ao gol do Ceará. O lance acordou o Vozão que aos 10 começou a pressionar.

Em cruzamento para área, a zaga do Fogão bateu cabeça e após bate e rebate, Edilson afastou o perigo. Na jogada seguinte, o meia Eduardo recebeu boa bola na entrada da área e livre finalizou a direita de Andrey com perigo.

Apesar da pressão, Botafogo saiu na frente.Aos 15, Edilson teve outra chance de falta e dessa vez acertou o alvo. O lateral direito cobrou com maestria e a bola entrou no ângulo do goleiro Jailson. 1 a 0 Fogão. Após abrir o placar, o time carioca se perdeu no jogo e viu os cearenses crescerem.

Edilson teve atuação decisiva marcando um gol e uma assistência na virada históricaJarbas Oliveira / Vipcomm / Divulgação

Aos 20, Eduardo fez boa jogada na entrada da área e deu belo passe para Magno Alves. O magnata aproveitou o escorregão de Bolivar e livre cruzou para o atacante Bill apenas empurrar a bola para o fundo da rede na pequena área. O Botafogo acusou o golpe e aos 24, Vicente entrou livre pela esquerda e Yuri Mamute empurrou o lateral esquerdo dentro da área. Pênalti para o Ceará. Após muita demora para a cobrança, Magno Alves deslocou com categoria o goleiro Andrey e virou o jogo para o Vozão.

A virada desnorteou os cariocas que não conseguiram mais produzir lances de perigo. Principal nome do Ceará, Magno Alves continuou a criar mais chances. O atacante recebeu livre e finalizou na rede pelo lado de fora assustando o goleiro Andrey. Mas aos 46, Wallyson recuperou a bola pela direita e tocou para Edilson que cruzou com categoria para Yuri Mamute de peixinho cabecear para o gol. O atacante botafoguense ainda contou com ajuda da trave para empatar a partida.

Aos 8, Magno Alves foi lançado livre no meio da área, em posição legal, e finalizou na saída de Andrey mas o auxiliar anulou o lance alegando que o atacante estava adiantado.

Aos 10, os refletores do Castelão apagaram e o estádio ficou completamente no escuro. A partida ficou paralisada por 22 minutos até a energia ser restabelecida. Aos 18, Ricardinho soltou a bomba de longe assustando o goleiro Andrey. O time da casa passou a pressionar em busca do terceiro gol e a partida ficou aberta.

Yuri Mamute marcou o segundo gol do Botafogo na partidaJarbas Oliveira / Vipcomm / Divulgação

Aos 30, Andrey saiu jogando mal e deu a bola no pé do Ceará. O atacante Bill recebeu sozinho pela esquerda e chutou com categoria para colocar o time da casa na frente aproveitando o presente dado pelo goleiro Alvinegro.

O gol assustou o Botafogo mas o time não esmoreceu e foi buscar o resultado. Aos 49, Wallyson cruzou e o goleiro Jailson espalmou no pé do peruano Ramírez que só empurrou para o fundo das redes. Apesar do árbitro ter adicionado apenas mais quatro minutos de acréscimo, o Fogão ainda conseguiu chegar a virada histórica. André Bahia recebeu na entrada da área e com um chute lindo no ângulo virou o jogo aos 51 minutos e conseguiu uma classificação improvável para o Alvinegro.

Após o jogo, os jogadores do Ceará ficaram revoltados e partiram para cima do juiz por conta do tempo de acréscimo enquanto os cariocas comemoravam sem acreditar na heroica classificação.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 3 X 4 BOTAFOGO

Estádio: Castelão (CE)
Público e Renda: 37.794 pagantes/38.949 presente e R$: 828.148,00
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (Minas Gerais)
Gols: Edilson (BOT, 15' 1ºT), Bill (CEA, 20' 1ºT e aos 30' 2ºT), Magno Alves (26' 1ºT), Yuri Mamute (BOT, 46' 1ºT), Luis Ramírez (BOT, 49' 2ºT) e André Bahia (BOT, 51' 2ºT)
Cartões Amarelos: Emerson Sheik e Yuri Mamute (Botafogo), Sasmuel e Ricardinho (Ceará)
Cartões Vermelhos: -

Ceará: Jailson, Samuel, Anderson, Alex Lima e João Carlos; Vicente, Eduardo, Ricardinho (Michel, aos 22' 2ºT) e Nikão; Bill (Amaral, 39' 2ºT) e Magno Alves. Técnico: Sérgio Soares

Botafogo: Andrey, Edilson, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar (Julio Cesar, aos 39' 2ºT); Gabriel, Bolatti, Ramírez e Daniel (Yuri Mamute, aos 19' do 1ºT); Wallyson e Emerson Sheik. Técnico: Vagner Mancini

Você pode gostar