Mancini destaca que expulsão de Airton complicou a vida do Botafogo

Treinador disse que o volante teve uma recaída ao ser expulso mais uma vez, na derrota para o São Paulo por 4 a 2

Por O Dia

Rio - Depois de perder para o São Paulo por 4 a 2, na última quarta-feira, no Mané Garrincha, em Brasília, Vagner Mancini afirmou que a expulsão de Aírton foi correta, destacando que o volante teve uma "recaída". O treinador foi questionado se conversaria com atleta para evitar mais expulsões e não fugiu da resposta.

"Não tenha dúvida que sim. A expulsão fez com que nosso time jogasse metade do tempo. Ele (Airton), antes de ser expulso, colocou o Wallyson na cara do gol. Essa conversa já ocorreu, e o Airton cresceu assustadoramente. Hoje, porém, ele lembrou aquele Airton que ainda existe dentro dele... Ele foi o melhor jogador do Botafogo em vários jogos do time no Brasileiro, mas hoje ele teve uma recaída muito grande, foi expulso de uma forma justa", comentou o treinador alvinegro

LEIA MAIS: Com um jogador a menos, Botafogo perde para o São Paulo em Brasília

Airton foi expulso no início do segundo tempo da partida contra o São Paulo após pisar na cabeça do Alexandre Pato. Os dois já haviam se estranhado na primeira etapa do duelo. Perguntado sobre como melhorar o desempenho do time, Mancini disse que não existe "mágica".

"Ninguém tem varinha mágica, você tem que ir no dia a dia tentando fortalecer a equipe, melhorar no campeonato. São oito meses de competição, tem muita coisa acontecendo. Jogamos quase com um time B e perdemos um jogador. Daí é claro que tudo fica muito mais difícil", analisou.