Por bernardo.argento

Rio - O árbitro Igor Benevenuto anotou na súmula do jogo entre Botafogo e Bahia que foi ofendido por Emerson Sheik e, por isso, expulsou o atacante de campo, aos 14 minutos da segunda etapa, quando o placar anotava 2 a 1 para os alvinegros. No final da partida, os baianos acabaram vencendo por 3 a 2. O relato pode levar o jogador a ser suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Para complicar ainda mais a sua situação, o juiz também informou que o botafoguense fez críticas à CBF.

LEIA MAIS: 'CBF, você é uma vergonha', afirma Emerson Sheik

Sheik foi expulso aos 14 minutos do segundo tempoAndré Mourão

LEIA MAIS: Com dois expulsos, Botafogo sofre virada e entra na Z-4

"Expulsei aos quatorze minutos do segundo tempo de partida o atleta de número 7, sr. Márcio Passos de Albuquerque, ao receber uma segunda advertência na partida, por atingir com um chute na altura da coxa direita de seu adversário de número 8, na disputa de bola. Cumpre informar que o referido atleta havia sido advertido anteriormente por reclamação ao proferir as seguintes palavras a mim: "Apita essa porra!". Após ser expulso, o mesmo veio em minha direção e proferiu as seguintes palavras: "Safado, sem vergonha, você é um merda, vagabundo, não apita nada!". Informo ainda que ao se retirar de campo, o mesmo foi em direção à câmera de TV e proferiu as seguintes palavras: "A CBF é uma vergonha, uma vergonha!", fato observado e relatado a mim pelo quarto árbitro da partida, sr. Raphael Silvano Ferreira Silva, que estava próximo ao referido atleta", relatou o árbitro mineiro.

Emerson recebeu o segundo cartão amarelo por falta em Uelliton. Antes, já havia sido advertido por reclamação. Caso seja punido pelo STJD, não será a novidade. O atacante já cumpriu suspensão de duas partidas por uma entrada dura no volante Henrique, do Cruzeiro.

Você pode gostar