Botafogo perde até na Justiça

Ação do Sindeclubes é negada e atletas seguem sem receber salários

Por O Dia

Rio - A última posição do Brasileirão não é o fundo do poço para o Botafogo. Lanterna a 11 jogos para o fim da competição, o clube sofreu mais uma derrota um dia após perder para o Palmeiras no Maracanã. A ação do Sindicato dos Empregados em Clubes do Estado (Sindeclubes-RJ), que todo mês consegue liberar R$ 2,5 milhões para o pagamento dos salários na carteira dos jogadores, foi negada pela juíza Marcia Regina Leal e os atletas completaram três meses sem dinheiro e sem previsão de quando receberão.

Assim como Lucas, qualquer outro jogador do elenco pode pedir a rescisão unilateral de contrato, já que os direitos de imagem estão com sete meses de atraso. Mais uma bomba que cai no colo de Vagner Mancini, que negou qualquer possibilidade de pedir demissão antes do fim do campeonato.

Botafogo vive um momento muito complicadoAndré Luiz Mello / Agência O Dia

O técnico, devido à grave crise financeira, tem exercido papel de conselheiro, motivador, entre outros, para garantir a concentração do time. O trabalho dentro de campo, que deveria ser sua única ocupação, entretanto, é prejudicado pela falta de qualidade de seu elenco.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A constatação foi feita pelo próprio presidente, Maurício Assumpção, que isenta o treinador de culpa pela péssima campanha e promete mantê-lo no cargo, apesar da pressão de outros dirigentes.

Em meio ao turbilhão de problemas, Mancini precisa levar a campo uma equipe competitiva contra o Corinthians, amanhã, em Manaus. A renda da partida, por sinal, ajudará o Botafogo a amenizar a crise financeira.Sem poder contar com Ramírez e Carlos Alberto, suspensos e Airton e Fabiano, lesionados, o técnico deve escalar Bolatti, Sidney e Wallyson. Dankler volta no lugar de Matheus Menezes.

Jobson viaja para Manaus e deve pegar o Corinthians

No Alvinegro, a esperança atende pelo nome de Jobson. Mesmo ainda sem ter recebido a garantia do STJD, a diretoria decidiu levar o atacante para Manaus e espera contar com ele contra o Corinthians.

O departamento jurídico tem a expectativa de receber hoje o requerimento que descarta qualquer punição ao Botafogo caso escale o xodó da torcida. Vagner Mancini é o mais ansioso, pois sabe que Jobson tem características totalmente diferentes dos outros jogadores do setor ofensivo no elenco.

Objetivo e com grande poder de finalização, Jobson é o único que pode reanimar o abatido time alvinegro em busca de uma arrancada contra o rebaixamento. Ele pode até começar a partida como titular, se for liberado a tempo de entrar em campo.