Carlos Alberto Torres pede mudança no Botafogo: 'Momento delicado'

Torres relembra o passado para reforçar a grandeza do clube

Por O Dia

Rio - Com o nome marcado na história do futebol brasileiro e do Botafogo, Carlos Alberto Torres acompanha de perto o processo eleitoral no clube. Ele apoia o candidato Carlos Eduardo Pereira, da Chapa Ouro. Em General Severiano, palco do pleito alvinegro, Torres abordou a fase vivida pelo clube.

Ao lado do candidato Carlos Eduardo Pereira%2C Carlos Alberto Torres posa após votar Carlos Moraes

"O Botafogo vive um momento bastante delicado e talvez essa eleição tenha vido no momento certo. Tem de haver mudanças e estou apoiando um candidato que tem um projeto que vai trazer mudanças para o Botafogo. Vocês nunca me viram envolvido em eleição no Botafogo. Então acredito que este projeto vai ser a redenção do clube. Vai endireitar tudo de errado que tem no clube. Arrumei votos para o meu candidato. O Botafogo não pode continuar sem dinheiro", disse Carlos Alberto Torres.

O ídolo lembrou o passado para reforçar a grandeza do Botafogo e lamentar o atual momento do clube.

"Sou de um tempo em que o Botafogo tinha Garrincha, Didi, Nilton Santos, Jairzinho, Gerson, Quarentinha, Zagallo. Esse é o Botafogo que queremos. Por isso estou envolvido para tentar resgatar, através do Botafogo, o prestígio do futebol do Rio de Janeiro. O presidente (Carlos Eduardo Pereira) sabe muito o que vai fazer e por isso tem o meu apoio", disse Carlos Alberto Torres, que chegou a trabalhar com Maurício Assumpção, que deixa o clube após seis anos na presidência:

"Eu sinceramente não sei o que levou o Botafogo a chegar a este ponto hoje. Eu trabalhei com Maurício Assumpção nos dois primeiros anos de mandato dele e fui embaixador do Engenhão. Depois eu me afastei por divergências com a política que ele estava implantando, principalmente no futebol. O resultado está aí."

A eleição no Botafogo vai até as 21h desta terça-feira. Carlos Eduardo Pereira (Chapa Ouro), Marcelo Guimarães (Chapa Cinza), Thiago Cesário Alvim (Chapa Azul) e Vinicius Assumpção (Chapa Alvinegra) disputam o cargo para o triênio de 2015/2016/2017.

* Reportagem de Rodrigo Hang