Renê Simões abandona função de dirigente e mira vaga no Botafogo

Dirigente do Vasco em 2012, Renê não ocupa o cargo de treinador desde o Grêmio Barueri, em 2011

Por O Dia

Rio - Depois de cair para a Segunda Divisão e ficar em uma terrível crise financeira, o Botafogo recolhe os cacos para recomeçar em 2015. Mesmo diante da fase, há quem tenha interesse na vaga de técnico da equipe carioca, que estaria livre devido a saída Vagner Mancini do Alvinegro. Um dos candidatos a vaga seria Renê Simões que, anteriormente, estaria exercendo o cargo de dirigente. Porém, nesta quinta-feira, ele relevou a vontade de voltar a comandar um time e mira a oportunidade no Botafogo.

Em 2011, Renê Simões ocupou o cargo de dirigente no VascoCarlos Moraes / Agência O Dia

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo 

"Quem não quero dirigir o Botafogo? Time de Didi, Zagallo, Garrincha, quem não quer dirigir um clube desses? O que eu quero é estar nas quatro linhas em 2015", afirmou Renê durante o curso “Coaching de Excelência” da psicóloga Suzy Fleury.

Rêne Simões, que não ocupa o cargo de treinador desde o Grêmio Barueri, em 2011, ressaltou a vontade de voltar a comandar uma equipe para a próxima temporada e deixar o cargo de executivo de lado.

"Acabei de sair do aeroporto, passei 15 dias na Europa. Cheguei hoje (quarta-feira) e não sei de nada ainda, mas quero voltar a ser técnico à beira do campo, em 2015. Eu me considero um treinador melhor hoje", finalizou.