Perto de perder Gabriel, Botafogo tem dia decisivo por Ato Trabalhista

Volante entra na Justiça e pede rescisão contratual

Por O Dia

Rio - O Botafogo deve perder um dos seus poucos destaques na temporada. O volante Gabriel obteve decisão liminar da Justiça ao pedir a rescisão contratual com o clube, de forma unilateral, devido aos atrasos dos depósitos do Fundo de Garantia e dos salários.

Gabriel pode ser mais um a deixar o BotafogoDivulgação

Por meio de nota oficial, o advogado do jogador, Rui Fernando Almeida Dias dos Santos Júnior, informou que a Justiça do Trabalho já encaminhou ofício à CBF para que tome as providências necessárias e o jogador possa trabalhar em outro clube. O destino deve ser o Cruzeiro, que já manifestou interesse em sua contratação.

O Botafogo não foi comunicado formalmente sobre a ação do jogador, mas já tem uma cópia da decisão judicial.

“Foi mais um dia triste, mas não chegamos ao fundo do poço. Vamos tentar cassar essa tutela antecipada. Sabemos que é difícil, mas não vamos desistir, mesmos sabendo que nesses casos a jurisprudência é favorável ao jogador”, afirmou o presidente Carlos Eduardo Pereira. Ele revelou ainda que esta terça-feira será um dia decisivo para o clube, que espera voltar de vez ao Ato Trabalhista.

“Vamos ao TRT mostrar nossas planilhas e conversar. Temos que tirar essa camisa de força que nos impede de andar”, destacou. Em relação à Puma, há novidades.

“Pode haver a prorrogação do contrato. Está encaminhado.”