'O Botafogo precisa de mim e eu preciso do Botafogo', diz Jefferson

'Foi um casamento que deu certo', analisa o goleiro

Por O Dia

Rio - A queda para a Série B não abalou o casamento. É apenas mais um obstáculo na trajetória de Jefferson no Botafogo. De contrato renovado até 2017, o goleiro ratifica sua condição de ídolo da torcida. Ele se reapresentou nesta segunda-feira em Várzea das Moças, Niterói, onde o clube realiza a pré-temporada.

Botafogo postou foto de Jefferson fazendo exames clínicosReprodução Internet

"O Botafogo precisa de mim e eu também preciso do Botafogo. Foi um casamento que deu certo. Sou um torcedor do Botafogo. Eu amo o Botafogo e me sinto em casa. O carinho das pessoas é sensacional. É inexplicável. Às vezes fico meio sem graça com esse carinho", disse o goleiro.

LEIA MAIS: Botafogo terá campanha para a torcida ajudar a segurar Jefferson

A torcida alvinegra temeu perder Jefferson. O goleiro ficou ansioso com a indefinição. O contrato ia até 2015, mas Jefferson gostaria de saber se fazia parte dos planos do Botafogo - algumas chapas não contavam com ele. Então, esperou a situação política do clube se resolver para conversar. O ídolo reforçou a ideia de que nunca teve a intenção de sair do Botafogo.

"Sempre tive a intenção de ficar no Botafogo, fazer história no clube, conquistar títulos. Tenho uma meta de 500 jogos. Acho que é uma meta pessoal minha. É um clube pelo qual tenho total carinho. Em nenhum momento eu disse que sairia do clube", declarou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A segunda-feira de Jefferson começou com exames clínicos em Niterói. Ele chegou a Várzea das Moças por volta das 14h. Após uma breve reunião, o goleiro concedeu coletiva. Ele não cansou de destacar a grandeza do Botafogo e a felicidade por continuar no clube.

"Estou muito feliz pela renovação com o Botafogo, clube pelo qual tenho total carinho e consideração. Estou ratificando aquilo que sempre prezei com as minhas palavras. Infelizmente aconteceram coisas no ano passado que me deixaram muito triste. Mas nunca abandonei o Botafogo. Neste momento que o clube mais precisa é preciso ser grato. Não importa Série B ou A, é o Botafogo. O torcedor vai estar com a gente. O Botafogo é grande, vai estar somente de passagem pela Série B", avisou Jefferson, que foi cobiçado pelo Santos:

"Chegaram algumas propostas, houve interesse do Santos. Quero dar o parabéns à diretoria do Santos, que foi respeitosa com a diretoria do Botafogo, esperou eu acertar, sentar com o Botafogo. Em todo momento eu disse que a prioridade era do Botafogo."

Titular da seleção brasileira, Jefferson não teme perder espaço com Dunga pelo fato de disputar a Série B com o Botafogo.

"Jogador para o Dunga não importa se está na Série A ou B. Ninguém tem cadeira cativa. Já tivemos outros casos de jogadores convocados na Série B. Precisei priorizar muitas coisas na minha carreira. Cheguei à Seleção por meio do Botafogo", afirmou.

A primeira passagem de Jefferson pelo Botafogo começou em uma temporada que o clube estava na Série B, em 2003: "Eu era muito jovem, estava despontando no futebol. A Série B é muito diferente. A responsabilidade é diferente. Eu tenho minha responsabilidade, cada um tem a sua. A minha liderança vai funcionar desta forma."

O goleiro também destacou o contato que teve com René Simões, novo técnico do Botafogo. Os dois conversaram por telefone algumas vezes. Jefferson ouviu que a montagem do elenco foi feita com jogadores com gana de vencer e se entusiasmou. O ídolo conta com a torcida para pavimentar o retorno do Glorioso à elite do futebol brasileiro.

Os torcedores, por sinal, foram "convocados" pela diretoria para a campanha para ajudar a manter o camisa 1. Jefferson deixa sua imagem à disposição, mas em prol do coletivo.