Jefferson: Ídolo do Botafogo até debaixo d'água

Cada vez mais líder, goleiro integra os reforços com o grupo, que mostra disposição nos treinos

Por O Dia

Rio - O Botafogo dá mostras, já neste início de ano, que está preparado para encarar qualquer tipo de adversário — mesmo que o duelo exija muito suor. Na pré-temporada em Várzea das Moças, o calor tem sido um rival implacável dos jogadores, mas incapaz de diminuir a intensidade das atividades comandadas pelo enérgico René Simões. Todo o esforço é recompensado com um mergulho na piscina após os treinos.

Jefferson é o mais assíduo no ‘oásis’ do bem equipado centro de treinamento. E os outros goleiros o acompanham. Afinal, são eles que mais sofrem com as altas temperaturas. De calça e camisas de mangas longas, derretem durante os trabalhos exaustivos com os preparadores Marcos Medeiros e Paulo Rui Menezes.

Jefferson é o maior ídolo da torcida alvinegraCarlos Moraes

“Está uma loucura. A temperatura está alta demais, assim como a disposição da galera”, disse Renan, que tem treinado como reserva de Jefferson, posto que havia perdido sob o comando de Vagner Mancini na temporada passada.

O calor propagado pelo sol do verão também esquenta as relações dentro do novo grupo alvinegro. Nos bastidores, todos têm percepção de que a diretoria formou um grupo unido, conhecedor da grandeza do clube e concentrado no principal objetivo de 2015: voltar à Série A do Brasileiro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A permanência de Jefferson foi fundamental para que integração dos recém-chegados acontecesse rapidamente. A cada dia, o ídolo tem exercido sua liderança sobre o jovem elenco, que o vê com admiração, principalmente por sua atual condição de titular na seleção brasileira. O camisa 1 será uma espécie de porta-voz de René Simões dentro do grupo. Diariamente, o goleiro é visto conversando separadamente com o treinador alvinegro.

Engenhão: incêndio assusta

A menos de uma semana do reencontro com o Botafogo e seus torcedores, o Engenhão deu um susto em todos. Um princípio de incêndio durante o período de almoço dos operários atingiu a cobertura dos setores Sul e Oeste, mas o fogo foi controlado e o amistoso do dia 24 está mantido.

O Alvinegro irá encarar o chinês Shandong Luneng na reabertura do estádio após quase dois anos fechado para obras.<CW-16><CW-15> A suspeita é que, assim como em setembro, quando o setor Leste foi atingido por chamas, um curto-circuito tenha provocado o pequeno incidente de ontem.