Em busca de novos desafios e títulos pelo Botafogo

Campeão do mundo pelo Corinthians, Willian Arão busca recomeço e só pensa no próximo troféu

Por O Dia

Rio - Ser campeão é o suprassumo do futebol. Porém, levantar troféus e adicionar conquistas no currículo não é fácil. Aos 22 anos, Willian Arão é o jogador do elenco do Botafogo com os títulos mais importantes, na frente até do ídolo Jefferson. Reserva do Corinthians nas conquistas da Libertadores da América e do Mundial de Clubes em 2012, o volante busca afirmação no time carioca após passagens não tão gloriosas por Portuguesa, Chapecoense e Atlético-GO.

Em alta com René Simões%2C Willian Arão acredita que pode ser elemento surpresa no BotafogoVitor Silva / SS Press

“O título mundial é muito importante. Porém, o mais importante é o próximo. Não posso pensar na Série B, se tenho um Carioca agora. Uma coisa de cada vez. Se vencermos o Carioca, vamos ter moral para chegar na Copa do Brasil e na Série B. Dessa maneira, quem sabe, conquistaremos muitos títulos com o Botafogo”, afirmou o jogador que ganhou nos treinos a posição de Airton como segundo volante.

INSPIRAÇÃO NO TIMÃO

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

O volante busca inspiração em dois ex-companheiros de Corinthians que chegaram a seleção brasileira:

“Tive uma escola que poucos jogadores tiveram. Tive contato com dois dos maiores volantes do Brasil: Ralf e Paulinho. Me inspirei no Ralf para roubar a bola e no Paulinho para sair jogando”, disse Arão, que foi chamado por René de romântico pela qualidade e categoria, assim como outros atletas que têm como referência

“Foi um elogio diferente. Fiquei feliz. Ele falou isso, talvez porque meu estilo de jogo seja um pouco diferente de outros. Me inspiro em alguns jogadores antigos. Sempre gostei muito do estilo do Vampeta. Também gosto muito do Schweinsteiger (Bayern) e do Yaya Touré (City), pelo dinamismo e tranquilidade com a bola nos pés. Se o René falou isso é porque estou no caminho certo”encerrou.