Uma zaga à prova de fogo

Dono da defesa menos vazada, Botafogo mostra que está no páreo pelo título do Campeonato Carioca

Por O Dia

Rio - A quarta pior defesa do Brasileirão do ano passado deu lugar à menos vazada do Carioca, junto com o Vasco. Com apenas dois gols sofridos em cinco rodadas, o setor defensivo do Botafogo vai se solidificando sob o comando de René Simões, mas os clássicos comprovarão se ela é tão eficiente quanto os números mostram.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Por enquanto, os times pequenos não têm mostrado poder de fogo capaz de testar a zaga. Apesar de algumas falhas, o desempenho da dupla Roger Carvalho e Renan Fonseca agrada. Até porque Jefferson conseguiu salvar a equipe quando os erros apareceram.

A dupla Roger Carvalho e Renan Fonseca só permitiu dois gols no CariocaAlexandre Brum

Em apenas um dos cinco jogos o time foi vazado. O Volta Redonda, mais perigoso entre os pequenos, marcou justamente os dois gols sofridos pelo goleiro da Seleção na competição, no empate em 2 a 2. Apesar dos números exaltarem o trabalho do setor, os méritos são divididos com o restante do grupo.

“A equipe vem ajudando muito. O meio e o ataque também estão defendendo bem. Dessa forma, facilita. O time está empenhado em fazer o que o treinador pede. Estamos nos esforçando na marcação desde o setor ofensivo”, disse Roger Carvalho.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

Os quatro zagueiros contratados chegaram sob desconfiança. Roger Carvalho e Alisson saíram na frente, mas o segundo, de 21 anos, perdeu a vaga para Renan Fonseca na pré-temporada. Diego Giaretta ainda não conseguiu sua oportunidade e, vez ou outra, é testado na lateral esquerda.

Daniel Carvalho treina no clube para manter a forma

?Um jogador chamou a atenção no treino da tarde de ontem no Engenhão. Sem clube desde o fim de 2013, quando defendeu o Criciúma, Daniel Carvalho pediu para manter a forma no clube e foi autorizado. No ano passado, ele disputou torneios de futsal.

Em princípio, não existe negociação com o meia de 31 anos, que surgiu como promessa no Internacional e já foi convocado para a Seleção. Mas um bom desempenho nas atividades pode despertar interesse por parte do Botafogo.

Daniel participou da derrota por 1 a 0 dos reservas no jogo-treino para o Gonçalense. Vale lembrar que André Bahia, que defendeu o clube nos últimos dois anos, também chegou para manter a forma e acabou ficando. Na semana passada, o meia Thallisson, de 22 anos, iniciou um período de testes e vem sendo avaliado.