Botafogo fica no empate por 2 a 2 com o xará paraibano pela Copa do Brasil

Equipe carioca joga mal no primeiro tempo, mas conta com o brilho da dupla Jobson e Bill para garantir a igualdade

Por O Dia

Paraíba - No duelo dos xarás na Paraíba, os Botafogos ficaram no empate por 2 a 2 nesta quarta-feira, no estádio Almeidão. Os dois camisas nove da equipe brilharam na partida. Pelo lado paraibano, Rafael Oliveira marcou os gols dos donos da casa. Já pelos carioca, Bill, que entrou no segundo tempo, fez os tentos e chegou a seis na temporada (faltam 24 para cumprir a promessa de marcar 30).

A decisão de quem fica com a vaga para a segunda fase da Copa do Brasil ficou para o próximo dia 16, às 21h30, no estádio Nilton Santos. O Botafogo, do Rio, precisa vencer ou empatar em até 1 a 1 que garante a classificação para a próxima fase.

O JOGO

Focado na disputa pelo título da Taça Guanabara, René Simões optou por escalar um time do Botafogo alternativo na Paraíba. Sem entrosamento algum, a equipe teve dificuldades no inicio da partida em criar chances. Mais organizado em campo, o Alvinegro paraibano chegava melhor ao ataque.

Aos 12, Gustavo partiu livre pela direita, chegou a linha de fundo e cruzou rasteiro para Rafael Oliveira, livre de marcação, só empurrar para o gol e abrir o placar para os donos da casa. Desorganizado, a Estrela Solitária não se achava em campo e o xará da Paraíba dominava tranquilamente as ações.

O Botafogo só conseguia chegar ao ataque através de bolas paradas. Aos 19 com Tomas, que isolou a cobrança, e aos 24, com Elvis, que chutou para ótima defesa de Genivaldo. Apesar de pouca produção, o Alvinegro começava a tentar criar chances na partida.

Aos 27, a Estrela Solitária criou a melhor chance. Tomas lançou em profundidade para André, que demorou para finalizar e acabou chutando em cima do arqueiro paraibano que saiu bem do gol tirando o ângulo do jovem atacante.Após um inicio agitado, o jogo perdeu em ritmo e qualidade. Somente aos 37, a partida esquentou de novo. Depois de escanteio cobrado na área, Giaretta subiu com espaço e cabeceou tirando tinta do travessão.

Após as dificuldades do primeiro tempo, René resolveu mexer na equipe e colocou a dupla Bill e Jobson no jogo. De ataque novo, o Botafogo não demorou para pressionar. Em dois minutos, o Alvinegro carioca chegou no Jobson, e aos 2, conseguiu um pênalti. Na cobrança, Bill bateu bem no canto e igualou tudo na Paraíba.

A mudança do ataque da Estrela Solitária surtiu efeito imediato, que melhorou no jogo e começou a pressionar. Aos 6, Jobson foi lançado por Tomas pela direita sozinho, invadiu a área e rolou para Bill só escorar para o gol. Em meno de quatro minutos, o Fogão virou a partida e tornou-se dono do jogo. Jogando com facilidade, o Alvinegro carioca chegou de novo aos 11, com cobrança de falta de Tomas que carimbou a trave paraibana.

Atordoado em campo, o Botafogo, da Paraíba, chegou pela primeira vez somente aos 18. Rafael Oliveira chegou driblando pelo meio, limpou a jogada e finalizou com força para a bola bater no pé da trave e sair pela linha de fundo.

Após um fraco primeiro tempo, Tomas voltou mais solto e participativo. Aos 25, o meia recebeu na ponta da área e finalizou para boa defesa de Genivaldo. Sempre com liberdade pela direita, Gustavo era a válvula de escape dos donos da casa. Aos 27, o lateral cruzou para André, que dominou dentro da área, girou e finalizou a direita do gol de Jefferson.

Melhor jogador em campo do Botafogo-PB, Rafael Oliveira dava muito trabalho à defesa do Alvinegro. Aos 30, a estrela do camisa 9 brilhou de novo. Após escanteio cobrado na área, o atacante aproveitou falha da zaga e escorou de cabeça para empatar o jogo no Almeidão. Iluminado, o centroavante paraibano continuava levando perigo ao gol do alvinegro carioca. Aos 37, mais uma vez ele apareceu solto na área e cabeceou com perigo.

Na reta final da partida, as duas equipes cansaram e o jogo caiu drasticamente de qualidade, com os times apenas preocupados em tocar a bola e esperar o juiz apitar o fim. A decisão da vaga ficou para o jogo no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-PB 2x2 BOTAFOGO

Estádio: Almeidão
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Gols: Rafael Oliveira (Botafogo-PB, aos 12' do 1ºT e aos 30' do 2ºT), Bill (Botafogo, aos 2' e aos 6' do 2ºT)
Cartões Amarelos: Murilo, Diego Giaretta, Willian Arão, Bill, Jefferson (Botafogo) e Doda, Zaqueu, Guto (Botafogo-PB)
Cartões Vermelhos:

BOTAFOGO-PB: Genivaldo, Roberto Dias, Mauro Viana e Zaqueu; Gustavo, Hércules, Guto, Doda (Bismarck, aos 29' do 2ºT) e Alex Cazumba (Airton Oliveira, aos 26' do 2ºT); Juninho (André Cassaco, aos 9' do 2ºT) e Rafael Oliveira. Técnico: Marcelo Vilar.

BOTAFOGO: Jefferson, Luís Ricardo, Alisson (Willian Araão, aos 20' do 2ºT), Renan Fonseca e Jean; Diego Giaretta, Fernandes, Elvis e Tomas; Murilo (Jobson, intervalo) e André (Bill, intervalo). Técnico: René Simões.