Embalado por Daniel Carvalho, Botafogo enfrenta o Capivariano

Apoiador volta ao futebol profissional por causa do filho João Paulo, que estará ligado na TV contra o Capivariano, pela Copa do Brasil

Por O Dia

São Paulo - O Botafogo encara o Capivariano, às 22h, pela Copa do Brasil e terá um torcedor especial. Pela TV, o colorado, recém-convertido alvinegro, João Paulo vai esperar ansiosamente o segundo tempo. Fanático por futebol, o menino de 7 anos vai esperar a entrada do pai, Daniel Carvalho, que volta ao futebol 545 dias após ter se ‘aposentado’. “Ele comentou que às 22 horas já estaria dormindo, mas que amanhã iria ficar um pouco mais para me assistir”, disse Daniel Carvalho, 32 anos.

Daniel Carvalho vai fazer a estreia pelo GloriosoDivulgação

No ano passado, Daniel jogou o Campeonato Gaúcho de futsal e acha que a sua passagem pela quadra pode lhe ajudar em campo.

“Você acaba aprimorando o raciocínio. Se pensar rápido, consegue fazer uma jogada diferente. No campo você tem mais tempo para pensar. Consigo ter uma visão de jogo e raciocínio mais rápido por ter ficado um ano no futsal”, explicou Daniel.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

O técnico René Simões concorda. Tanto que pensa em escalá-lo em uma posição mais recuada do que ele jogou na maior parte da carreira. No entanto, o treinador vai ver o jogo de hoje pela televisão, já que ficará no Rio com os titulares. À beira do gramado estará o auxiliar Alfredo Motesso.

“Ele vai jogar de terceiro homem. Ele tinha muita mobilidade. Agora esta mais velho. Hoje, acredito que ele jogue na posição do Elvis”, contou o treinador.

Caso Jobson

Os advogados de Jobson já entraram com um pedido de efeito suspensivo na Fifa e querem, no mínimo, que ele possa voltar a treinar com os companheiros. Ainda não existe uma data para a entidade apreciar o recurso.

“Falei para ele: enquanto não puder jogar, divirta-se em campo. Agora nem isso pode. É tortura. Não vai poder nem treinar”, comentou René Simões, que comparou a situação com a de um prisioneiro condenado à pena de morte e lembrou da Jamaica, onde visitou o lugar nos quais os criminosos eram executados à época que dirigia a seleção daquele país.

Lulinha é a bola da vez

Foram 297 gols na base do Corinthians, interesse do Barcelona e do Chelsea e uma volta de 50 milhões de dólares. A pressão foi tanta na cabeça de Lulinha, que ele foi emprestado a Estoril, Olhanense (ambos de Portugal) e Bahia antes de se desligar do Timão e acertar com o Bahia. O meia ainda passou por Ceará, Criciúma e Red Bull Brasil e agora tem novamente a chance de jogar por uma grande equipe.

O Botafogo já acertou tudo com os cearenses e o jogador e só aguarda o fim do Campeonato Carioca para anunciar a contratação do meio-campo de 25 anos que vem para disputar posição com Diego Jardel, Elvis, Gegê, Tomas Bastos e Daniel Carvalho.