Por pedro.logato

Rio - Jogadores com mais identificação e com mais tempo de Botafogo, Jefferson e Renan podem alcançar expressiva marca hoje. Se forem campeões, os goleiros chegarão ao terceiro título carioca e igualarão grandes nomes da história do clube, como Garrincha, Didi e Quarentinha.

Uma marca para colocar os dois entre os grandes vencedores do Glorioso e que ninguém quer desperdiçar. Se Jefferson já se consolidou como ídolo e caminha para ficar eternizado, Renan busca conquistar de vez os corações alvinegros.

Jefferson não vai disputar decisão mas pode levantar mais um CariocaSatiro Sodré / SS Press

“Não fazia ideia que poderia alcançar esse feito. Seria uma grande honra para mim. Eu sei o que esses ídolos representam para o clube e percebo a importância de poder igualar essa conquista. No futebol, você precisa sonhar alto e se espelhar em alguém. Sempre procurei ter como exemplos jogadores marcantes e ninguém melhor do que ícones como os três para me inspirar na busca por esse título”, disse Renan.

Time que encantou o mundo

Igualar grandes nomes do Botafogo já é um grande feito, principalmente pelo que jogou aquele time do fim da década de 50 e início da década de 60. Além de Garrincha, Didi e Quarentinha, cinco jogadores fazem parte do hall de tricampeões, alguns não entraram em campo (como o goleiro Adalberto, que não jogou em 62). As conquistas do Carioca em 57, 61 e 62 foram apenas algumas de um time espetacular, que encantou alvinegros e brasileiros e rivalizava com o Santos de Pelé.

Renan será o titular contra o VascoVitor Silva / SS Press

Ao contrário dos eternos ídolos do Glorioso, Jefferson e Renan não viveram a época de ouro do clube, longe disso. Sofreram com o rebaixamento no ano passado e, agora, tentam ajudar no ressurgimento do Botafogo. Para isso, se apegam às conquistas anteriores para que sirvam de exemplo nesta final.

“Em 2010, o fundamental foi a volta por cima da equipe após a goleada sofrida para o Vasco (6 a 0 na Taça Guanabara). Em 2013, acredito que a força do grupo tenha sido o fator mais marcante. Tínhamos o Seedorf como líder, mas o nosso elenco sempre foi muito forte e unido, o que pesou para conseguirmos o título ganhando os dois turnos”, comparou Renan.

Garrincha e Didi venceram três Cariocas pelo BotafogoUanderson Fernandes / Agência O Dia

Com quatro títulos, Manga é o goleiro mais vitorioso

Mesmo que conquistem o tricampeonato, Jefferson e Renan não serão os goleiros mais vitoriosos em estaduais pelo Botafogo. Outro grande nome da história alvinegra, Manga foi campeão quatro vezes (com dois bicampeonatos 61 e 62, e 67 e 68), assim como o zagueiro Zé Carlos.

Ao lado dos dois está Nilton Santos. Um dos maiores ídolos do Botafogo junto com Garrincha, a Enciclopédia do Futebol também conquistou os títulos cariocas de 57, 61 e 62, mas ainda fez parte da equipe campeã de 1948, em seu primeiro ano como jogador profissional.

Você pode gostar