Por pedro.logato

Rio - Um início dos sonhos, que dá a impressão de que o retorno à Série A do Brasileiro é apenas questão de tempo. Com seis vitórias e um empate em sete rodadas, o Botafogo se igualou ao Corinthians de 2008 com o melhor começo de Segundona na história dos pontos corridos e, mais do que nunca, tornou-se o time a ser batido.

Pelo peso da camisa, o Glorioso sempre foi apontado como um dos favoritos ao acesso, e René Simões conseguiu que a equipe fizesse valer sua tradição dentro de campo.

Botafogo, de Pimpão, lidera a Série BVitor Silva / SS Press

O Alvinegro adotou um futebol de resultado, que não enche os olhos, mas é eficiente e, o principal, soma pontos. Os números endossam a campanha: 90,5% de aproveitamento, 13 gols marcados e apenas dois sofridos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Responsável diretamente por nove dos 16 pontos conquistados por conta de quatro gols decisivos, Rodrigo Pimpão sabe que o Botafogo está cada vez mais em evidência. Por isso, considera o momento como delicado, especialmente por ser tratar do começo da competição.

“Vamos virar ainda mais o alvo por conta desta campanha. Temos que ter muita paciência e tranquilidade para isso não nos afetar dentro de campo. É ter cabeça no lugar para não sair do foco em que estamos”, alertou o atacante.

As boas atuações do camisa 7 deixaram a diretoria em alerta. Com vínculo até o fim do ano, ele pode assinar um pré-contrato com outro time a partir do mês que vem. E japoneses já o sondaram.

“Estamos atentos a tudo. Já estamos conversando, não apenas com Pimpão e Willian Arão, mas com a maioria dos jogadores. O processo já foi iniciado”, afirmou o vice de futebol, Antonio Carlos Mantuano, mostrando que o clube já sinalizou o interesse em renovar com o artilheiro do time na Série B.

Você pode gostar