Botafogo negocia rescisão de contrato com Marcelo Mattos

Volante tem salário acima do teto salarial do Glorioso

Por O Dia

Rio - Nuvens carregadas ameaçam o céu de brigadeiro sob o qual o Botafogo tem vivido no início da caminhada na Série B do Brasileiro. Sem condições financeiras para arcar com o salário de R$ 240 mil de Marcelo Mattos, cujo contrato vence em junho de 2016, a diretoria propôs ao empresário do volante a rescisão do vínculo.

Botafogo propõe quebra de contrato a Marcelo MattosDivulgação

Mattos e Henrique, ambos oriundos da gestão de Maurício Assumpção e com vencimentos acima do teto atual, não receberam os salários correspondentes a maio integralmente, e o camisa 5 ficou irritado com a situação.

Na tarde desta sexta-feira, o presidente Carlos Eduardo Pereira se reuniu com o empresário do jogador, Carlos Leite, em General Severiano, para propor a quebra do contrato.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“Não posso me antecipar sobre a proposta que fizemos. O empresário Carlos Leite vai passá-la para o Marcelo Mattos e aguardaremos a resposta”, disse o presidente alvinegro ao DIA, sem dar muitos detalhes sobre a conversa.

Nos bastidores do clube, todos consideram o valor recebido por Marcelo Mattos fora da realidade do Botafogo e até mesmo do futebol brasileiro na atualidade. No Alvinegro desde 2010, o volante teve seu contrato renovado em 2011 por um período de mais cinco anos. Além dele e de Henrique, Jefferson recebe salários acima do teto estabelecido pela atual diretoria.

Se não aceitar o fim do vínculo, Mattos deve receber na Justiça o pagamento dos salários restantes até o fim do contrato. Em crise financeira, o clube não tem condições de arcar com o compromisso.

Um dos líderes do elenco, o camisa 5 chegou a colocar em dúvida sua permanência no fim do ano passado, mas depois se mostrou motivado com a missão de recolocar o Botafogo na Série A.