Botafogo quer vitória em busca de paz

Com técnico interino e sob pressão, Alvinegro recebe o Timbu

Por O Dia

Rio - O resultado da partida de sábado, às 16h30, contra o Náutico, no Nilton Santos, determinará a velocidade da diretoria na busca por um novo treinador. Caso não vença, o Botafogo pode deixar a liderança da Série B do Brasileiro, posição que ocupa desde a quarta rodada da competição e o processo de acerto com o substituto de René Simões será acelerado.

O nome preferido da cúpula de futebol segue sendo o de Doriva, que deixou o Vasco em junho, mas a questão financeira está retardando as negociações. Marquinhos Santos, ex-Coritiba, é outro que está no páreo.

Botafogo se prepara para duelo contra o NáuticoDivulgação

Enquanto o novo técnico não chega, Jair Ventura vai moldando o time a seu jeito. O interino fechou à imprensa a maior parte dos dois treinamentos que comandou e manteve o mistério em relação à equipe que vai a campo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“Quero pedir desculpas por ter que fechar os treinos. Mas é assim mesmo. A gente enfrentou algumas equipes com a saída de treinadores e foi muito difícil, com algumas mudanças que não esperávamos. Agora, a surpresa vai ser para o lado de lá. Vamos ter algumas mudanças, por conta de cartão, de incômodos. Alguns vamos avaliar ainda. Vou ficar devendo a escalação”, disse o filho do ídolo Jairzinho.

COBRANÇAS DO CAPITÃO

Empatado com o Náutico em pontos, mas em vantagem no saldo de gols, o Alvinegro não pode pensar num resultado que não seja a vitória hoje à tarde. Bahia e América-MG, que também jogam neste sábado, são os outros dois que têm os mesmos 24 pontos.

O momento é de mudança de atitude e Jefferson cumpriu seu papel de capitão alertando o grupo alvinegro sobre a importância da partida no Niltão.

“Reuni os jogadores para explicar que temos que usar a experiência para tirar o Botafogo dessa situação”, afirmou o goleiro.