Botafogo aposta nas revelações da base

Ainda sem anunciar o substituto de René Simões, diretoria investe em uma nova filosofia de trabalho

Por O Dia

Rio - Em compasso de espera por Ricardo Gomes, o Botafogo deixa nas mãos de Jair Ventura a transição da filosofia de trabalho, imposta pela diretoria após a saída de René Simões. Daqui para a frente, os jogadores oriundos da base devem ganhar mais oportunidades com o objetivo de valorizá-los e evitar os gastos com contratações.

O pouco aproveitamento dos garotos revelados no clube foi um dos motivos que provocaram a demissão de René. A cúpula de futebol acredita que o Alvinegro tenha, na equipe sub-20, atletas em condições de disputar partidas pelo profissional.

Botafogo aposta em jovens com Luis HenriqueMárcio Mercante / Agência O Dia

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A ordem já foi colocada em prática contra o Náutico, no sábado, e rendeu frutos. Sete jovens criados na base participaram da vitória que isolou o Botafogo na liderança da Série B, sendo cinco deles como titulares.

No treinamento de ontem, mais garotos foram integrados à equipe principal. O lateral-esquerdo Yuri e o meia Lukinhas se juntaram aos ex-companheiros de sub-20 Diego, Dierson, Mauro e Vinícius Tanque, que já vêm frequentando a categoria de cima.

A chegada da molecada baixa consideravelmente a média de idade do grupo e transforma em ‘veteranos’ jogadores que há pouco tempo eram promessas. Caso de Lulinha, de 25 anos, autor do gol da vitória na última rodada.

“É diferente para mim. No futebol, as coisas passam muito rápido. Anos atrás eu era esse moleque que estava subindo e indo treinar com uma rapaziada mais experiente. Falei com eles que estou me sentindo um tiozinho (risos). Eles estão com apenas 17, 18 anos”, brincou o meia-atacante.

Pimpão: medo de calote faz clube segurar a rescisão

Os recentes calotes de clubes árabes deixaram a diretoria alvinegra com as barbas de molho. Enquanto o Emirates Club não fizer o depósito de R$ 1,5 milhão na conta do Botafogo, Pimpão não terá a rescisão.

O acordo com os dirigentes alvinegros já aconteceu e o jogador até assinou o documento que encerra o contrato, mas o presidente Carlos Eduardo Pereira só dará a canetada que o valida quando o dinheiro aparecer.

Um vai embora e outros chegam. O volante Serginho fez seu primeiro treinamento ontem. E o também volante Rodrigo Lindoso, ex-Madureira, realizou exames.