Após queimar gordura, Botafogo corre para não ficar fora do G-4 da Série B

Ricardo Gomes liga o sinal de alerta no Alvinegro

Por O Dia

Rio - O Botafogo faz uma dieta de dar inveja a qualquer musa fitness e, em menos de um mês, perdeu tanta gordura que acabou ficando abaixo do peso ideal. Na quarta colocação, o Alvinegro convive, agora, com o risco de terminar o primeiro turno fora da zona de acesso à Série A do Brasileiro - terá semana decisiva para reagir e readquirir o peso de sua tradição ou aceitar a desnutrição.

Ricardo Gomes ainda busca a primeira vitória à frente do BotafogoDivulgação

A greve de fome já dura quatro rodadas e a de gols, três. A última vitória foi sobre o Náutico, dia 18 de julho, sob o comando do auxiliar Jair Ventura. Ricardo Gomes chegou há duas semanas, cheio de motivação, mas encontrou um time totalmente desmantelado.

Da equipe vice-campeã carioca, saíram Bill, Marcelo Mattos, Gilberto e Pimpão, sem contar Jobson, suspenso pela Fifa em abril. A diretoria tentou preencher as lacunas, mas os reforços ainda não conseguiram render o esperado. O grande problema é que o Botafogo não tem mais tempo a perder e precisa reagir o mais rapidamente possível.

“Nossa gordura já foi queimadíssima. Temos de voltar a fazer gols e ganhar. Isso é para ontem”, disse Ricardo Gomes, após a derrota para o Santa Cruz, sábado, no Recife.

Com pressa e fome - características que, por sinal, o antecessor no comando técnico, René Simões, utilizava para descrever o time - o Botafogo pega o ABC, nesta terça-feira, no Nilton Santos. Enquanto a equipe principal vai mal, a Sub-20 dá orgulho à torcida: venceu o Flamengo, por 3 a 2, neste domingo, no primeiro jogo da decisão da Taça Rio.