Sassá entra de peixinho por uma vaga no ataque do Botafogo

Atacante evolui e pede passagem no time

Por O Dia

Rio - Após duas partidas sem ser aproveitado, Sassá ressurgiu no Botafogo e marcou, de peixinho, um gol sobre o Paysandu, no domingo. O atacante, animado com a volta da boa fase, agora busca reconquistar a vaga de 12º jogador, que foi sua durante o período em que René Simões era o comandante. No treino da tarde desta segunda-feira, o jogador, revelado na base alvinegra, comprovou que o jogo virou mesmo a seu favor. Ele foi o destaque do coletivo disputado entre os reservas, marcando três gols.

Sassá ganha moral e espera mais chances no BotafogoDivulgação

Ao mesmo tempo que Sassá evolui, Navarro volta aos poucos às atividades. O uruguaio já se recuperou de uma lesão na panturrilha esquerda e foi entregue à preparação física. Além dos dois, a briga por vaga no ataque do Botafogo conta com mais três atletas: Neilton, Luis Henrique e Vinicius Tanque.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“Temos uma disputa sadia e estou procurando o meu espaço. Espero seguir fazendo os gols para ajudar o Botafogo. É sempre bom ajudar e tenho trabalhado com a confiança do Ricardo Gomes”, afirmou Sassá.

O atacante de 21 anos iniciou o ano cheio de moral, após uma temporada de muitos gols pelo Náutico, também na Série B. Rapidamente, ganhou a confiança de René Simões e sempre era o primeiro a entrar durante as partidas. As lesões acabaram impedindo uma sequência.

Sassá perdeu espaço com Ricardo Gomes e ficou fora nas vitórias sobre ABC e América-RN. No domingo, quando estava em desvantagem no placar contra o Paysandu, o Botafogo precisou se lançar à frente. Sassá foi solicitado e soube aproveitar a situação, marcando seu quinto gol na temporada. Não conseguiu evitar a derrota, mas mostrou ao técnico que está vivo, pedindo passagem.

Botafogo diz 'não' ao Joinville por Tomas

Apesar de Tomas estar sem espaço com Ricardo Gomes, a diretoria alvinegra faz jogo duro para liberá-lo ao Joinville. Os catarinenses fizeram proposta pelo jogador, mas a primeira resposta do Botafogo foi negativa.

O penúltimo colocadao da Série A necessita desesperadamente de um meia e garante que insistirá na negociação. Tomas chegou ao Botafogo cercado de expectativa depois de ter sido o vice-artilheiro da Série B em 2014, com 15 gols, mas não conseguiu convencer.