Botafogo e Vitória duelam pela liderança e para se manterem no G-4 da Série B

Embalado pela goleada de 4 a 0 sobre o Atlético-GO, Alvinegro tenta emplacar segunda vitória seguida e deixar rival para trás

Por O Dia

Rio - Se não valesse a liderança da Série B do Brasileiro, Botafogo e Vitória, neste sábado, às 15h, no Barradão, poderia ser considerado um ‘jogo de compadres’. O duelo marcará o reencontro do Alvinegro com Marcelo Mattos, dispensado no primeiro semestre, e com Vagner Mancini, técnico que desceu com o time em 2014.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A partida também será especial para Ricardo Gomes, que reencontrará o Rubro-Negro baiano, clube pelo qual teve passagem vencedora no fim da década de 90. Apenas um ponto separa as equipes, que estão na parte de cima na tabela, fato que torna o jogo o mais importante da rodada.

Após três gols contra o Atlético-GO, Navarro é a esperança de gols para o Botafogo em SalvadorDivulgação

VELHOS AMIGOS

Para Ricardo Gomes, o que difere o confronto de hoje dos outros é apenas o fato de poder rever velhos amigos no Vitória. Quando a bola rolar, o passado será esquecido e o clima será de guerra e decisão.

“Isso não tem a ver com o futebol. É relacionado com o extracampo, na relação que criei com funcionários de lá. É diferente enfrentar o Vitória por conta disso, mas não tem ligação com a parte desportiva”, afirmou o treinador.

Dos três reencontros proporcionados pela partida, o de Marcelo Mattos com o Botafogo promete ser o mais emocionante. Após cinco anos no Alvinegro, o volante vê seu primeiro duelo com o ex-clube com naturalidade.

“Estive bastante tempo no Botafogo, mas agora defendo o Vitória. Tenho muitas coisas para passar, porque conheço bem a equipe do Botafogo, Mancini também”, disse Marcelo Mattos, citando o técnico do time baiano, do qual a torcida alvinegra não sente saudade. Sob o comando dele, a equipe fez uma campanha pífia e foi rebaixada em 2014.