Sassá marca nos acréscimos, Botafogo bate o Vitória e se mantém na liderança

Navarro abriu o placar, mas o Alvinegro viu os donos da casa empatarem aos 47 do segundo tempo. Sassá surgiu como o herói da partida, colocando o carioca na frente, com 2 a 1

Por O Dia

Bahia - Valia a liderança da Série B, mas o resultado de 2 a 1 do Botafogo sobre o Vitória, no Barradão, não resultou em nenhuma mudança na parte de cima da tabela do campeonato. Navarro brilhou mais uma vez, mas o herói do Alvinegro desta vez foi outro: Sassá. Aos 28 do segundo tempo, com um lindo voleio, o uruguaio abriu o placar. Aos 47, Guilherme Mattis deixou tudo igual, mas logo na sequência, aos 49, Sassá não deu tempo para os donos da casa comemorarem e botou novamente a equipe carioca na frente no placar.

O primeiro tempo foi mais equilibrado, com chances para os dois lados. A etapa final mostrava desde o início que teria um fim diferente, mas o resultado não foi o que se desenhava durante os últimos 45 minutos de jogo. O Vitória demonstrava toda a sua superioridade e pressionava em seu campo de ataque, mas foi o Botafogo que saiu na frente e ficou com a vitória no Barradão, neste domingo. Apesar do empate nos acréscimos, o Alvinegro conseguiu marcar novamente no último minuto e conquistou os três pontos na Bahia.

A estrela de Navarro brilhou mais uma vez neste sábadoFelipe Oliveira / Estadão Conteúdo

Isolado na liderança, agora com 42 pontos, o Botafogo volta a jogar na terça-feira, às 19h, contra o Paraná, no Engenhão. Já o Vitória permanece na segunda posição na tabela, mas pode ser ultrapassado pelo Paysandu, que encara o Boa Esporte ainda neste sábado. O time da Bahia enfrenta o Criciúma na terça-feira, às 19h, no Heriberto Hülse.

O JOGO

O jogo começou tenso no Barradão e teve um primeiro tempo bastante dividido. Enquanto o Vitória buscou mais o ataque na primeira metade da etapa inicial, o Botafogo se sobressaiu e quase conseguiu marcar nos minutos finais.

Aos 18 minutos, o Vitória chegou pela esquerda. Robert subiu na área e cabeceou. A bola não foi na direção do gol de Helton Leite, mas levou perigo e foi a primeira boa jogada da partida. Na sequência, aos 20, o time da casa chegou novamente, desta vez com Diego Renan, que emendou um chute de direita de fora da área. A bola foi à direita do gol e Vitória perdeu novamente a chance de abrir o placar.

A partir dos 30, o Botafogo cresceu no jogo, ganhou fôlego e partiu para o ataque, deixando o Vitória apenas na defensiva. Aos 32, Lulinha e Fernandes tabelaram pela direita. O volante cruzou, mas Fernández ficou com a bola, impedindo Tomas, que chegava correndo, de finalizar para o Fogão.

Aos 33, Lulinha teve a melhor oportunidade da partida. O meia recebeu lançamento em velocidade e ficou com o gol livre para finalizar. Apesar da boa chance, o jogador chutou em cima do goleiro do Vitória, que mandou para escanteio.

A etapa final começou agitada. Antes do primeiro minuto da volta para o segundo tempo, Diego Mateus fez cruzamento perigoso e Helton Leite foi obrigado a trabalhar, afastando a bola com um soco.

O Vitória voltou animado do intervalo. E aos três minutos teve mais uma oportunidade, desta vez com Rhayner. O atacante cruzou, ninguém desviou, mas novamente o goleiro alvinegro conseguiu afastar o perigo. O Botafogo reagiu aos quatro, com chute de longe de Willian Arão, que chegou com perigo ao gol de Fernández.

Embalado, o Vitória continuou a crescer. Aos 11 minutos, Escudero cobrou falta no bico da área, Robert apareceu sozinho, mas cabeceou à direita do gol de Helton Leite. O Botafogo tentou responder com Luis Ricardo, que chegou com velocidade, chutou de fora da área, mas mandou a bola por cima do gol.

O que parecia ser apenas uma questão de tempo para o Vitória abrir o placar, acabou se tornando um revés para o time da casa. A máxima no futebol de "quem não faz, leva" se aplicou à partida disputada no Barradão, e quem saiu na frente foi justamente o Alvinegro. Aos 28, Diego Giaretta cruzou, Elvis escorou e Navarro emendou um belo voleio, mandando a bola para o fundo da rede e alterando o placar: 1 a 0 para o Botafogo.

Na frente no placar, o Botafogo optou por se manter na defensiva, trocar passes e segurar a bola, para evitar o empate do Vitória. A tática não deu certo e aos 47 minutos, a equipe de Vagner Mancini conseguiu deixar tudo igual no placar. Guilherme Mattis recebeu cruzamento pela esquerda, cabeceou e fez 1 a 1. 

Não deu nem tempo para o Rubro-Negro comemorar o empate. Na jogada seguinte, Camacho lançou a bola ainda do campo de defesa, Sassá ganhou de Guilherme Mattis na corrida e mandou para o fundo do gol, colocando novamente o Alvinegro em vantagem. O árbitro encerrou a partida e o Botafogo saiu vitorioso do Barradão, com 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 1 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Barradão
Árbitro: Anderson Daronco
Gols: Navarro (Botafogo, aos 28' do 2ºT); Guilherme Mattis (Vitória, aos 47' do 2ºT); Sassá (Botafogo, aos 49' do 2ºT)
Cartão amarelo: Guilherme Mattis, Marcelo Mattos (Vitória); Fernandes, Luis Ricardo, Camacho (Botafogo)
Cartão vermelho: -

VITÓRIA: Roberto Fernández; Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral (David, aos 31' do 2ºT), Marcelo Mattos, Pereira (Vander, aos 20' do 2ºT) e Escudero; Rhayner e Robert (Rafaelson, aos 19' do 2ºT). Técnico: Vagner Mancini

BOTAFOGO: Helton Leite; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho e Diego Giaretta; Serginho, Fernandes (Camacho, aos 35' do 2ºT), Willian Arão, Lulinha (Elvis, aos 17' do 2ºT) e Tomas; Álvaro Navarro (Sassá, aos 32' do 2ºT). Técnico: Ricardo Gomes