Neilton quer definir o seu futuro antes do final da temporada

Embora renovação de contrato esteja indefinida, vontade do camisa 7 é jogar a Série A pelo clube

Por O Dia

Rio - A permanência é difícil, mas, no que depender de sua vontade, Neilton disputará a Série A do Brasileiro de 2016 pelo Botafogo. As conversas com a diretoria já foram iniciadas e, apesar de deixá-las sob responsabilidade de seu agente, o atacante não esconde o desejo de dar prosseguimento à melhor fase da carreira.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Neilton pertence ao Cruzeiro e o contrato de empréstimo vence no fim de dezembro. A maior barreira para a renovação é o alto salário do jogador, que é custeado por ambos os clubes, sendo que o Alvinegro paga apenas 25%.

Neilton quer renovar com o BotafogoVitor Silva / SS Press / Divulgação

A expectativa do acerto com um patrocinador master e as negociações para a exploração do Caio Martins, que será utilizado ano que vem, injetam um pouco de otimismo nas negociações. O acordo, porém, depende mais do time mineiro, que pode ter interesse em vender o camisa 7, caso apareçam propostas vantajosas do exterior.

Pelo Botafogo, Neilton tem conseguido a sequência que perseguia desde 2013, quando foi promovido ao profissional no Santos. Os cinco gols marcados e a rápida identificação com a torcida deixam o jogador com aquele gostinho de ‘quero mais’.

“Houve uma conversa com o Botafogo, e eu procuro deixar meu agente trabalhar isso. Estou feliz aqui, e meu desejo, no momento, é continuar. Estão havendo conversas e fico feliz pelo interesse do Botafogo que eu continue, mas deixo para eles resolverem. Espero que se resolva antes do fim da temporada. Eu fico sabendo por alto, minha família participa mas não me fala muita coisa para eu não fica ansioso, pois isso pode me atrapalhar dentro de campo”, contou o atacante.

De volta ao time após cumprir suspensão na goleada sobre o Náutico, Neilton terá um novo companheiro de ataque contra o Bahia. No lugar de Navarro, com a coxa direita lesionada, entrará Sassá e a média de idade da dupla ofensiva cairá para 21 anos. Pouca experiência, mas faro de gol apurado. Somados, eles balançaram a rede 12 vezes na Série B do Brasileiro.

“Sassá é excelente jogador, de velocidade. Admiro muito o trabalho que ele tem feito, disposto a conquistar o seu espaço”, elogiou o camisa 7, que, antes, disputava posição com o novo parceiro.