Clássico de campeões: Ricardo Gomes prevê jogo difícil entre Botafogo e Bahia

Técnico alvinegro relembra títulos nacionais de ambos os clubes para apimentar ainda mais o duelo desta semana

Por O Dia

Rio - Uma disputa na Série B com gostinho de Primeira Divisão. Isto porque Botafogo e Bahia se enfrentam neste fim de semana em busca de uma vaga para retornar à elite nacional. Embora ambos estejam afastados do primeiro pelotão do futebol neste ano, os dois têm algo em comum, que apimenta ainda mais a partida: um título nacional. É assim, como um clássico de campeões, que o técnico Ricardo Gomes define a partida.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

"Temos que jogar muito bem e é um clássico seja em qualquer série. O Bahia é um bom time e já conquistou o baiano esse ano. Eles podem subir e será um grande jogo. Se não jogarmos bem será difícil. Infelizmente as duas equipes estão na Série B, mas ambos já conquistaram o título da primeira divisão. Espero que os mesmos subam", disse o treinador, que completou:

Ricardo Gomes falou sobre confronto entre Botafogo e BahiaVitor Silva / SS Press

"Nós temos que nos classificar. Eu tive essa conversa com os jogadores e a nossa obrigação inicial é essa. A nossa cabeça hoje está na classificação. Não quero saber se pode ser alcançada nessa ou na outra rodada. Após disso vamos pensar em outra coisa."

Amuleto do Alvinegro, Sassá está confirmado como titular do confronto. Com a suspensão de Neilton na última partida, o jovem atacante obteve sua oportunidade na equipe principal e deixou o seu cartão de visitas. Os três gols na partida contra o Náutico o firmaram entre os 11 jogadores que iniciarão o próximo jogo.

"É difícil de não jogar, né. Tem esse histórico no futebol e como explicar um cara que fez três gols ficar na reserva? A parte tática dele foi muito bem executada durante a semana e o Sassá joga. Eu não falei nada sobre o Neilton. Temos o Lulinha também e já fizemos essa opção", explicou Ricardo Gomes.

O Botafogo, líder isolado da Série B com 62 pontos, encara o Bahia, quarto colocado, neste sábado, às 17h10, no Engenhão.

"Espero que tenham muitos gols. E do Botafogo. A nossa cabeça é fazer o maior número e não sofrê-los. Sabemos das qualidades ofensivas do Bahia e teremos que redobrar a atenção. O Botafogo nunca foi defensivo, carrega isso na sua cultura. O Bahia também é ofensivo e a promessa é de muitos gols", concluiu o técnico.