Novela de Arão está perto do fim no Botafogo

TRT dará parecer, terça-feira, sobre o litígio entre Glorioso e jogador

Por O Dia

Rio - O último capítulo da novela sobre a renovação de Willian Arão já tem data prevista. O Botafogo espera receber, terça-feira, uma posição do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em relação à situação para, enfim, poder adequar o planejamento visando a disputa da Série A do Brasileiro em 2016. Assim como o clube, o jogador também acionou a Justiça.

Willian Arão e Botafogo travam batalha judicialDivulgação

Enquanto o Alvinegro tenta fazer valer a cláusula do contrato que previa a renovação automática por dois anos, caso depositasse R$ 400 mil para o volante até 30 de novembro, o autor do gol do título da Série B busca anular a disposição prevista no contrato.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

A diretoria enviou o novo vínculo, assinado por Arão antecipadamente, no início deste ano, à CBF — mas a entidade ainda não o publicou no Boletim Informativo Diário (BID), nem passou um retorno ao Botafogo.

A situação se tornou tão constrangedora que ambas as partes acreditam não mais haver clima para Arão seguir no clube. Na última partida do ano, o camisa 5, que não esteve presente no Nilton Santos, foi vaiado e muito hostilizado pelos torcedores.

Ao mesmo tempo em que briga na Justiça pelos seus direitos, o Botafogo vai dando sequência à busca por reforços. Caso não consiga acertar com o lateral-esquerdo Dener Assumpção, da Chapecoense, a diretoria irá investir em Bryan, que se destacou no América-MG.

Até o momento, apenas um jogador foi contratado, o zagueiro argentino Joel Carli, de 29 anos, ao Quilmes. Dos atletas que tiveram os vínculos vencidos, apenas Rodrigo Lindoso renovou compromisso.