Ricardo Gomes no clima do clássico

Técnico aprova provocação entre jogadores e diz que vai ser difícil intimidar Ribamar

Por O Dia

Rio - O técnico do Botafogo, Ricardo Gomes, mandou para escanteio o politicamente correto e, mesmo em tempos belicosos — seja no futebol, na política ou na sociedade —, apimentou o clássico de amanhã, com o Vasco, em São Januário. Ele embarcou na onda do zagueiro cruzmaltino Rodrigo e do lateral-esquerdo alvinegro Diogo Barbosa, que, durante a semana, falaram sobre o atacante Ribamar e deram início ao clássico antes mesmo de a bola rolar.

Botafogo enfrenta o Vasco neste domingoVítor Silva/SSPress/Botafogo

“Não estou preocupado, vai ser difícil para o Ribamar ser intimidado. É um garoto de muita personalidade, força... Vai ser difícil intimidá-lo”, frisou o treinador, para quem as provocações entre os jogadores são saudáveis, uma forma de propaganda para o duelo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

“Foi boa a propaganda para o clássico, com boas palavras do Rodrigo, a resposta do Diogo também... Rivalidade acentuada, mas sem agressividade”, avaliou Ricardo Gomes.

Ele se referiu ao fato de Rodrigo ter dito que sofreu para marcar Ribamar, no primeiro duelo no Carioca, por conta de lesão no ombro, mas que agora 100% “o bicho vai pegar”. Diogo Barbosa, em defesa do companheiro, disse que “o bicho vai pegar para os dois lados”.

Em relação ao time que irá a campo, Ricardo escondeu a escalação, mas disse que dificilmente fará alguma surpresa: “Nenhum segredo. Meu time vocês conhecem.” O Botafogo deve jogar com: Jefferson, Diego, Carli, Emerson e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Gegê; Salgueiro e Ribamar.