Botafogo precisa botar o pé na forma

Glorioso tem de marcar dois gols para ser campeão carioca, mas só conseguiu o feito três vezes em 17 jogos na temporada

Por O Dia

Rio - A pressão de desfazer a vantagem do Vasco na final do Carioca exigirá do Botafogo muita "cabeça fria" e "pé na forma" no domingo. No primeiro dia de trabalho para o clássico, o técnico Ricardo Gomes teve um longo papo com os jogadores no gramado de General Severiano. Com o acúmulo de sete cartões nas últimas duas partidas - sendo que dois vermelhos (Bruno Silva e Sassá) -, o Alvinegro tem o desafio de melhorar a pontaria.

Botafogo precisa acertar a pontaria para vencer o Vasco, admite Bruno SilvaVitor Silva / SSPress / Botafogo

Ao longo do Carioca, a vitória pelo placar de 1 a 0 foi a mais frequente na campanha da equipe e se repetiu sete vezes. Para faturar o título domingo, no tempo normal, o Botafogo precisa vencer por dois gols de diferença, algo que aconteceu apenas três vezes em 17 partidas: Bangu, Fluminense e Volta Redonda.

“Vamos trabalhar para isso. O Botafogo venceu poucas vezes por dois gols de diferença, mas no domingo precisa disso. Sempre correspondemos quando fomos testados. Estamos criando. Antes falavam que não criávamos muito, agora estamos criando. Vamos nos cobrar para fazer um gol, depois dois...”, disse Bruno Silva.

Como a vitória simples leva a decisão para os pênaltis, Bruno Silva assume a responsabilidade da equipe de colocar o "pé na forma". No domingo, ele bem que tentou. No primeiro tempo, parou na defesa de Martín Silva. No fim do clássico, perdeu a oportunidade que parecia mais fácil quando ficou cara a cara com o uruguaio.

“Já vi e revi as jogadas várias vezes. Martín fechou bem meu ângulo e teve mérito. Tentei um toque por cima, mas chutei com muita força. É continuar trabalhando para melhorar no fundamento. Só erra quem está lá, mas domingo posso ter outra chance e, dessa vez, aproveitar”, disse o camisa 8.

Airton preservado

Aposta de Ricardo Gomes para o segundo jogo da final do Carioca, Airton ainda é dúvida para o clássico. O volante foi poupado do treino desta terça-feira. Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, ele não joga há um mês e vem sendo trabalhado com cautela para voltar no domingo.

A comissão técnica acompanha de perto a avaliação do departamento médico. O argentino Carli volta de suspensão e treinou entre os reservas. Os titulares realizaram um trabalho físico na academia. Nesta quarta-feira, Ricardo Gomes inicia para valer os preparativos para a decisão de domingo.