Fogão busca reação contra o Cruzeiro

Após a má atuação diante do Flu, Alvinegro encara a Raposa

Por O Dia

Rio - No último último treino antes do confronto com o Cruzeiro, nesta quarta, às 21h45, no Mané Garrincha, em Brasília, Ricardo Gomes trocou a bola pelo papo. Na tentativa de acertar o Botafogo, não revelou pistas sobre a equipe que entrará em campo, mas não diminuiu o tom de cobrança após a má atuação na derrota para o Fluminense. A falta de atitude no clássico incomodou e pode garantir a escalação de Neilton entre os titulares no lugar de Salgueiro.

Botafogo busca vitória após tropeçoVitor Silva / SS Press

Com quatro pontos em quatro rodadas, o Botafogo tenta se reencontrar após o desfalque de cinco titulares. Dos nove reforços contratados, três só poderão jogar a partir da abertura da janela de transferência internacional, no dia 20 de junho: Camilo, Rodrigo Pimpão e Canales. A pressão pela reação no Brasileiro pode antecipar a estreia de Dudu Cearense.

Regularizado, o volante, de 33 anos, foi relacionado e tem chance de estrear, mesmo sem participar de um treino com bola com os novos companheiros. O momento exige doação e entrega para afastar a desconfiança.

“A torcida tem o direito de cobrar, pois conta com a vitória, assim como nós. Não tem faltado empenho. Temos saído de campo esgotados. Vontade nunca faltará. Sabemos que podemos melhorar, acertar as coisas e os resultados voltarão a acontecer”, disse Victor Luis.

O técnico Ricardo Gomes, que esteve na mira do Cruzeiro, enfrentará o adversário numa situação ainda mais incômoda. Penúltimo colocado e sem vencer no Brasileiro, a Raposa também tenta se reencontrar sob o comando do português Paulo Bento. Em busca da afirmação, as duas equipes não têm alternativa. Em Brasília, a vitória será o melhor ‘remédio’ para diminuir a pressão e acalmar os ânimos.