Botafogo vacila, cai para a Chapecoense e volta para a zona do rebaixamento

Fogão erra duas vezes atrás e é castigado na Arena Condá

Por O Dia

Santa Catarina - O bom começo e a maior posse de bola não adiantaram muito. Dois vacilos foram determinantes. O Botafogo pagou caro e perdeu para a Chapecoense, neste domingo, na Arena Condá: 2 a 1. Um duro golpe para os planos alvinegros. O sonho de brigar na parte de cima da tabela se transformou no pesadelo de voltar para a zona de rebaixamento. O Fogão caiu para a 17ª colocação - tem 17 pontos.

Diogo Barbosa não conseguiu impedir os vacilos do Botafogo atrásDivulgação

Ricardo Gomes deixou Neilton no banco e apostou em uma trinca de volantes. O Botafogo começou bem e era superior. Porém, não aproveitou as chances que criou logo de cara. Para piorar, errou na saída de bola e foi castigado com um gol. A partir daí, a Chapecoense deixou o tempo correr e se fechou atrás. O Fogão conseguiu empatar, mas tomou o segundo gol dois minutos depois.

O Botafogo volta a campo na quarta-feira, pela Copa do Brasil. O Fogão recebe o Bragantino, às 19h30, na Arena Botafogo - o jogo de ida foi 2 a 2. O próximo compromisso pelo Brasileiro é contra o líder Palmeiras, segunda-feira, também em casa.

O jogo

A primeira chance de gol foi alvinegra. Salgueiro rolou para Canales, mas ele, dentro da área, isolou a bola. Depois, Luis Ricardo desceu pela direita, mas parou no goleiro Marcelo Boeck. O Botafogo não conseguiu aproveitar o bom momento e foi punido. Fernandes tocou na fogueira, a Chapecoense recuperou a bola na entrada da área. Hyoran fez fila e chutou com categoria: 1 a 0.

Em vantagem, a Chapecoense recuou. O Botafogo passou a ter ainda mais posse de bola (terminou a primeira etapa com 65%). Porém, faltava criar. Em rara chance, Bruno Silva não conseguiu completar cruzamento. No rebote, emendou uma bicicleta e por pouco não marcou.

O Botafogo voltou mais ofensivo para o segundo tempo, com Neilton no lugar de Fernandes. Foi o jogo de número 50 do atacante, que era cotado para ser titular neste domingo. Ricardo Gomes, depois, lançou Luis Henrique e Gervásio Núñez. O panorama era o mesmo. O clube carioca com a posse de bola, mas com dificuldade para criar. A solução foi na bola parada. Camilo cobrou falta com perfeição e deixou tudo igual: 1 a 1.

Porém, a alegria alvinegra durou apenas dois minutos. Em nova saída de bola errada do Botafogo, Lucas Gomes ficou livre e tocou na saída do goleiro. Uma dura derrota para o clube carioca.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2X1 BOTAFOGO

Estádio: Arena Condá
Árbitro: Anderson Daronco
Gols: Hyoran (Chapecoense, aos 24' do 1ºT), Camilo (Botafogo, aos 40' do 2ºT) e Lucas Gomes (Chapecoense, aos 42' do 2ºT)
Cartão amarelo: Sérgio Manoel (Chapecoense) e Bruno Silva e Luis Henrique (Botafogo)
Cartão vermelho: - 

CHAPECOENSE: Marcelo Boeck; Gimenez, Thiego, Filipe Machado e Dener Assunção; Sérgio Manoel (Biteco, no intervalo), Josimar, Cleber Santana e Hyoran (Martinuccio, aos 18' do 2ºT); Ananias (Lucas Gomes, aos 8' do 2ºT) e Kempes; Técnico: Caio Júnior.

BOTAFOGO: Sidão; Luis Ricardo, Emerson Santos, Joel Carli e Diego Barbosa; Rodrido Lindoso, Bruno Silva, Fernandes (Neilton, no intervalo) e Camilo; Salgueiro (Gervásio Núñez, aos 29' do 2ºT) e Canales (Luis Henrique, aos 21' do 2ºT); Técnico: Ricardo Gomes.