Por pedro.logato

Minas Gerais - A entrada de Sassá na equipe titular do Botafogo, que se desenhava ao longo da semana, ganhou força na véspera do jogo contra o Sport, hoje, às 21h, em Juiz de Fora, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Motivo? A ida do atacante Canales, às pressas, para o Chile, onde foi acompanhar a mulher, internada com problemas de saúde. Apesar de não confirmar a escalação, a tendência é que o técnico Jair Ventura inicie o jogo de hoje com Sassá no comando do ataque alvinegro.

“Sassá foi meu jogador em 2012, no sub-20. Ganhei meu primeiro título como treinador com um gol dele. É especial, é legal. Ele vive um bom momento e voltou de uma lesão muito séria. Ainda vai nos dar muitas alegrias, tenho certeza disso”, disse o treinador, confiante.

Sassá terá chance na equipe titular alvinegraVitor Silva / SS Press / Divulgação

Além da entrada de Sassá, o técnico Jair Ventura foi obrigado a fazer uma alteração no meio-campo. Com Bruno Silva suspenso, Fernandes foi testado para compor a trinca de volantes ao lado de Airton e Rodrigo Lindoso. Questionado sobre a manutenção do esquema utilizado por Ricardo Gomes, Jair Ventura ressaltou que o importante é manter entre os titulares quem estiver em melhores condições de jogo.

“Meu estilo é jogar com quem está melhor. Se três atacantes vivem grande momento, temos que achar espaço para os três. O mesmo acontece com os jogadores de meio-campo. Todo treinador possui seu esquema de preferência, mas tem que fazer alterações dentro da característica do elenco. Vamos usar o que temos de melhor no momento”, enfatizou Jair.

COM QUASE TODO O ELENCO À DISPOSIÇÃO

Além da semana livre para fazer os ajustes necessários no time e da estreia com vitória no último domingo, contra o São Paulo, o técnico Jair Ventura tem motivos de sobra para estar contente com seu início trabalho no Botafogo.

Com apenas o meia boliviano Damian Lizio entregue ao departamento médico, o treinador tem praticamente todos os jogadores à disposição. A situação se tornou incomum durante o período em que Ricardo Gomes comandou a equipe do Botafogo.

Por conta da longa sequência de lesões, Ricardo teve de conviver com problemas em todos os setores, como as graves lesões sofridas por jogadores importantes, como o goleiro Jefferson e o zagueiro Carli. Esta semana, Jefferson voltou a treinar com bola e tem o retorno aos jogos previsto para o início de setembro.


Você pode gostar