Botafogo planeja integração entre base e time principal, mas alerta: 'Com calma'

Jair Ventura falou sobre a possibilidade de utilizar jogadores do sub-20

Por O Dia

Minas Gerais - O Botafogo viveu dois momentos distintos nesta semana. De um lado, o time sub-20 conquistou o título do Campeonato Brasileiro. Do outro, a equipe principal acabou eliminada pelo Cruzeiro na Copa do Brasil, ao perder por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão. Os torcedores mais radicais podem achar que a solução é simples: trazer os jogadores da base para o principal. Mas Jair Ventura tratou de acalmar os ânimos. O técnico garantiu que pretende utilizar alguns atletas, mas com calma e planejamento.

Jair Ventura quer integração entre base e profissional de forma planejadaDivulgação

"Alguns já estavam com a gente, até falei com o pessoal, a gente abriu mão deles para jogar essa final que era importantíssima, um título nacional. Estou muito feliz, mas temos que ir com calma. Quando se ganha título, vivenciei isso na base, acha que todo mundo está pronto para subir, mas é com calma, ver a necessidade do profissional também. De repente na posição x tem o melhor do sub-20, mas no profissional tem três, quatro atletas e dificulta a transição. Lógico que quando vai montar o time no início do ano, sobre contratação, a gente avisa: 'Esse não precisa porque temos na casa'. Mas agora no decorrer do ano cabe ao treinador ver o que está precisando para a gente não queimar etapas também. O trabalho tem sido realizado de maneira maravilhosa, é ir com calma. A gente está de olho neles sempre, sub-17 também. Nossa integração está muito bem feita. Já vi algumas vezes, até aqui no Botafogo, parecia que a base era um time e o profissional era outro. Hoje é tudo uma coisa só", disse Jair, que completou:

"Marcelo, Bochecha e Matheus Fernandes voltam. Os outros vai depender da necessidade, não gosto de falar em nomes porque deixa ciúmes (risos), mas olho todos da mesma maneira. Quem estiver bem vamos puxar, mas dentro da nossa necessidade. O sonho de todos é chegar no profissional, mas o que adianta chegar e não ser utilizado? Acaba matando o menino. Tem que ir com calma.", afirmou.