'Seca' de gols continua e Botafogo perde para a Chapecoense na Ilha

Glorioso não marca e não vence há três jogos, mas segue em quinto lugar

Por O Dia

Rio - O Botafogo continua perto da Libertadores, mas a equipe carioca estacionou na tabela. Após dois empates sem gols contra Coritiba e Flamengo, o Glorioso completou mais um jogo sem vencer. Nesta quarta-feira, os cariocas foram derrotados pela Chapecoense por 2 a 0 em duelo realizado no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador.

O resultado mantém o Botafogo na quinta colocação do Brasileiro. A Chapecoense chegou aos 49 pontos com o resultado positivo e ainda tem chances de G-6.

Na próxima rodada, o Glorioso volta aos gramados no domingo contra o Palmeiras, no Allianz Parque, às 17 horas. Já a Chapecoense recebe o São Paulo, no mesmo dia, na Arena Condá, às 19h30.

Botafogo foi derrotado pela Chapecoense em casaReprodução Twitter

O JOGO

O primeiro tempo entre Botafogo e Chapecoense foi bastante movimentado e com muitas alternativas para os dois lados. A equipe alvinegra não conseguiu ter o domínio e deu muito espaços para os rivais catarinenses que conseguiram ser perigosos em algumas oportunidades.

Jogando em casa, o Glorioso teve a primeira chance da partida. Após falha da zaga da Chapecoense, Neilton apareceu bem, fintou o goleiro Danilo, mas na hora de finalizar, a bola escapou e o atacante alvinegro se embolou com Rodrigo Lindoso e não conseguiu o chute.

A Chapecoense ameaçou pela primeira vez aos 25 minutos em bola parada. Após cobrança de escanteio de Lucas Gomes, Sidão se esticou todo e evitou o gol olímpico dos visitantes. Um minuto depois, nova oportunidade. Após bela trama pela esquerda, Kempes apareceu dentro da área com liberdade, mas desviou para fora, assustando novamente a torcida do Botafogo.

VEJA MAIS: Camilo elogia Chapecoense após derrota na Ilha: 'Rival muito perigoso'

Muito perigosa nas bolas aéreas, a Chapecoense conseguiu o seu gol aos 32 minutos. Cleber Santana cobrou falta e Kempes apareceu no meio da área do Botafogo e cabeceou sem chances de defesa para Sidão.

Antes do intervalo, o Botafogo teve duas boas oportunidades de empatar. A primeira logo após o gol da Chapecoense. Aos 36 minutos, Camilo, ex-jogador da equipe catarinense, cobrou falta e a bola caprichosamente bateu na trave de Danilo, que só torceu para que ela fosse para fora. Depois, aos 43 minutos, Carli fez boa jogada pela direita e entrou na área. Sem pinta de atacante, o defensor tentou o cruzamento, que desviou na marcação dos catarinenses e saiu com perigo pela linha de fundo.

Precisando de gols o Botafogo voltou tentando acelerar mais a partida no segundo tempo. Com um minuto, os cariocas chegaram com perigo. Pimpão recebeu de Camilo e cruzou, a bola resvalou em Thiego e por pouco não matou o goleiro Danilo, que se recuperou e defendeu.

Na medida em que conseguia uma pressão sobre os rivais, o Botafogo também dava muitos espaços para os contra-ataques da Chapecoense. A equipe catarinense, porém, errava muito no último passe, principalmente com Lucas Gomes, fazendo com que o Alvinegro se mantivesse apenas um gol atrás.

Os donos da casa voltaram a criar uma boa jogada aos 12 minutos. Neilton tabelou com Pimpão e finalizou para boa defesa de Danilo. Na cobrança de escanteio, Camilo cabeceou após batida de Neilton e obrigou o goleiro da equipe catarinense a fazer mais uma bela defesa.

Só que o castigo veio aos 19 minutos. Após cobrança de escanteio do Botafogo, a zaga afastou, Tiaguinho acertou belo lançamento para Sérgio Manoel, o volante ganhou de Emerson, colocou na frente e tocou na saída de Sidão, ampliando o placar para a equipe catarinense.

Com uma desvantagem considerável no placar, o Botafogo não desistia. Camilo arriscou de fora da área, Danilo soltou e Neilton chegou finalizando, o goleiro catarinense se recuperou, evitando que o Glorioso conseguisse diminuir o placar na Ilha.  Depois, Camilo voltou a carimbar a trave dos visitantes aos 35 minutos. Os catarinenses continuaram a ter espaços, mas não conseguiram acertar os últimos passes, perdendo a chance de ampliar ainda mais a vantagem. Porém, o resultado já favorecia os visitantes, que mantiveram o placar até o término da partida.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 2 CHAPECOENSE

Local: Arena Botafogo, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA/Fifa)
Auxiliares: Márcio Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Renda/Público: R$ 194.850,00 / 9.372 pagantes (10.170 presentes)
Cartões amarelos: Airton, Victor Luís e Leandrinho (BOT) e Neto (CHA)
Gols: Kempes (32'/ºT), Sérgio Manoel (19'/2ºT)

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Carli, Emerson e Victor Luís; Airton e Rodrigo Lindoso (Leandrinho, 29'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Vinícius Tanque, 37'/2ºT), Camilo e Diogo Barbosa (Nuñez, 20'/2ºT); Neilton - Técnico: Jair Ventura.

CHAPECOENSE: Danilo, Mateus Caramelo, Neto, William Thiago e Dener; Matheus Biteco, Sérgio Manoel e Cléber Santana (Arthur Maia, 37'/2ºT); Tiaguinho (Ailton Canela, 39'/2ºT), Kempes (Bruno Rangel, 31'/2ºT) e Lucas Gomes - Técnico: Caio Junior.