Jefferson será titular no Botafogo contra o Atlético-MG depois de mais de um ano

Goleiro não joga desde 17 de maio de 2016, quando rompeu o tríceps do braço esquerdo na partida contra o Juazeirense pela Copa do Brasil

Por O Dia

Rio - O goleiro Jefferson volta a ser titular no jogo deste domingo, às 19h, contra o Atlético-MG, no Estádio Nilton Santos. Gatito Fernández foi cortado ontem da delegação do Botafogo. Ele levou cinco pontos no joelho direito na partida contra o Nacional, do Uruguai, pela Libertadores da América, e não conseguiu se recuperar.

O retorno de Jefferson ao time ocorre no momento em que está perto de um acordo para renovar o contrato com o Botafogo Satiro Sodré/SSPress/Botafogo

Ídolo alvinegro, Jefferson não joga desde 17 de maio de 2016, quando rompeu o tríceps do braço esquerdo na partida contra o Juazeirense pela Copa do Brasil. De lá para cá, passou por duas cirurgias e ainda não teve a chance de recuperar a posição.

O retorno de Jefferson ao time ocorre no momento em que está perto de um acordo para renovar o contrato com o Botafogo. O vínculo atual termina em dezembro. O goleiro já teria acertado as bases com a diretoria alvinegra para assinar por mais dois anos.

Confiante para o jogo contra o Galo, o apoiador João Paulo passa pelo momento de maior prestígio desde que chegou ao Glorioso. A aposentadoria de Montillo e a má fase de Camilo aumentaram a responsabilidade do camisa 11 numa nova função. Mais avançado, foi decisivo na vitória por 1 a 0 sobre o Nacional.

Assim que chegou, João Paulo demorou para encontrar um lugar entre os titulares. Curinga, aproveitou a brecha como volante e se destacou pela boa marcação, qualidade no passe e poder de organização. Com a dupla dos 'sonhos' da torcida desfeita, foi a aposta de Jair Ventura para jogar mais à frente.

João Paulo revela o desafio de atuar na nova função: "Não é um peso, mas a gente quer ser mais efetivo no ataque. Jair me cobra, meu pai me cobra, eu me cobro".

Outro destaque do jogo no Uruguai, o garoto Matheus Fernandes deve ser mantido como titular. Monitorado pelo Barcelona, o volante tem contrato até o fim de 2020, com multa de R$ 130 milhões.