Lindoso garante que Botafogo não sentirá pressão de torcida contra no Maracanã

De acordo com o jogador, o Alvinegro já enfrentou esta mesma situação em outros jogos desta temporada, especialmente na Copa Libertadores

Por O Dia

Rio - O Botafogo decidirá nesta quarta-feira uma vaga na decisão da Copa do Brasil no clássico contra o Flamengo, no estádio do Maracanã, no Rio. Para o volante Rodrigo Lindoso, o escolhido para dar entrevista coletiva nesta segunda, o time alvinegro não sentirá qualquer tipo de pressão por ter minoria entre os torcedores, já que o rival rubro-negro será o mandante.

Rodrigo Lindoso garante que não sentirá qualquer tipo de pressão por ter minoria entre os torcedoresReprodução Twitter

De acordo com o jogador, o Botafogo já enfrentou esta mesma situação em outros jogos desta temporada, especialmente na Copa Libertadores - contra o Colo-Colo, em Santiago, Olimpia, em Assunção, e Estudiantes, em Buenos Aires.

"A gente gosta de ver sempre o palco dos jogos cheio. Fica bonito! Quando está com adrenalina do jogo você nota mais a torcida com um gol, uma bola na trave... Fora isso, a concentração fica no campo. Depois da Libertadores, a gente sabe a pressão que tem e estamos acostumados", afirmou Rodrigo Lindoso.

Nesta quarta-feira, depois do empate por 0 a 0 na semana passada, o Botafogo terá a vantagem da igualdade com gols para avançar. Como o time tem obtido bons resultados quando joga como visitante, a confiança é grande. "Os números são favoráveis nos jogos da volta. Mas é um clássico. Pode ser jogado em qualquer lugar do mundo... Será 50/50. Não vamos só marcar, vamos atacar também. No futebol o objetivo é o gol", disse o volante botafoguense.

Quem não poderá jogar o clássico é o zagueiro argentino Joel Carli, expulso na última quarta-feira. "A gente perde o capitão (Carli). É um jogador muito importante, mas eles também têm desfalques importantes. Nós temos que dar apoio para quem vai entrar. Eles têm um bom elenco e é indiferente. São jogadores de qualidade", completou Rodrigo Lindoso.