Não deu! Botafogo não resiste ao Grêmio e acaba eliminado da Libertadores

Equipe carioca fez jogo de igual para igual, mas acabou derrotado por 1 a 0

Por O Dia

Rio Grande do Sul - O sonho do título inédito da Libertadores teve fim para o Botafogo nesta quarta-feira. A equipe carioca fez jogo de igual para igual contra o Grêmio, mas acabou sendo derrotado por 1 a 0 e deu adeus a competição internacional.

O Glorioso venceu muito caro a eliminação na Libertadores. No primeiro tempo, a equipe carioca foi melhor e teve chances de abrir o marcador. Na segunda etapa, o Tricolor Gaúcho conseguiu o seu gol com Barrios em um lance de bola parada e acabou conseguindo a classificação.

Na semifinal, o Grêmio vai enfrentar o Barcelona do Equador, que foi buscar a classificação contra o Santos, na Vila Belmiro, após empate por 1 a 1 no primeiro jogo em Guayaquil.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Botafogo vai até o Couto Pereira enfrentar o Coritiba. Já o Grêmio joga contra o Bahia, na Fonte Nova. Ambas as partidas acontecem no domingo.

Botafogo perdeu para o GrêmioReprodução Internet

O JOGO

Em campo, o jogo começou da mesma maneira que foi disputada na semana passada no estádio do Engenhão, no Rio. Muito equilíbrio e forte marcação do meio de campo para trás nas duas equipes. O placar de 0 a 0 levaria a decisão da vaga para a disputa por pênaltis e, por isso, qualquer descuido poderia ser fatal.

As coisas começaram a mudar aos 21 minutos, quando o Grêmio teve uma ótima oportunidade com o atacante Fernandinho, que recebeu de Lucas Barrios e chutou no travessão da meta defendida pelo paraguaio Gatito Fernández. O Botafogo respondeu em seguida, aos 24, e mandou uma bola na trave esquerda de Marcelo Grohe em chute de Bruno Silva.

Para a segunda etapa, o Grêmio passou a jogar de modo mais incisivo no ataque e logo no primeiro minuto acertou outra vez a trave em uma cabeçada de Michel. Aos 17, foi recompensado com o gol. Em falta pelo lado direito, Edílson cobrou na segunda trave e Lucas Barrios subiu mais que João Paulo para marcar de cabeça. Os botafoguenses reclamaram de falta do paraguaio, mas o árbitro argentino Patricio Loustau confirmou o gol gremista.

A partir daí, o nervosismo tomou conta do Botafogo. O técnico Jair Ventura fez tudo o que podia para mandar o time para o ataque, mas pouco foi feito para obter o empate. E por pouco não sofreu o segundo gol como aos 28 minutos, quando Kannemann cabeceou para baixo e a bola bateu nas costas de Michel. Gatito Fernández conseguiu fazer uma bela defesa.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Auxiliares: Juan Baletti (ARG) e Ezequiel Brailovsky (ARG)
Cartões amarelos: Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez (GRE); Igor Rabello, Rodrigo Lindoso, João Paulo, Guilherme e Roger
Público e renda: 47.584 pagantes / R$ 2.314.147,00
Gols: Barrios, aos 17'/2ºT

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel e Arthur; Léo Moura (Everton, 37'/2ºT), Ramiro (Luan, 45'/2ºT) e Fernandinho; Barrios (Jailson, 35'/2ºT) - Técnico: Renato Gaúcho.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Valencia, 24'/2ºT) e João Paulo (Brenner, 36'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 24'/2ºT) e Roger - Técnico: Jair Ventura.

Com informações do Estadão Conteúdo