Botafogo reclama de arbitragem no clássico e Bruno Silva dispara: 'foi covarde'

Lance que originou gol do Vasco gerou muita polêmica do lado alvinegro

Por O Dia

Rio - O Botafogo não deixou de reclamar após a derrota por 1 a 0 diante do Vasco. Para os alvinegros, houve erros de arbitragem que prejudicaram o time no clássico do Maracanã do último sábado. As reclamações foram de lances duvidosos que tiveram ligação direta com o resultado final. 

Jogadores do Botafogo reclamaram muito da arbitragemAlexandre Brum / Agência O Dia

"Dois pênaltis. Bola na mão na área não é pênalti? Ele foi covarde, deixou a desejar. Ele prejudicou a gente hoje. Não pode colocar um juiz fraco desse", reclamou Bruno Silva na saída de campo.

De acordo com a reclamação dos jogadores do Botafogo, o início da jogada que originou o gol de Nenê teria sido irregular. A bola bateu na perna e em seguida no braço de Madson, dentro da área, e o árbitro não considerou como pênalti. Em seguida Nenê marcou o gol que garantiu os três pontos ao Cruzmaltino. No lance, o time do Botafogo também reclamou de mão do vascaíno.

"Se for para usar os critérios tem que usar para os dois lados. Teve duas ou três bolas na mão. No meu lance com o Madson foi bola na mão. Depois fora da área foi falta. Tenho que ver na televisão. Ele deu cinco minutos de acréscimo, mas o jogo ficou parado por três minutos", reclamou Rodrigo Pimpão.

Após o jogo, Jair Ventura chegou a entrar em campo, mas para segurar seus jogadores e evitar que eles fossem punidos. Em sua coletiva de imprensa, o treinador preferiu não entrar no assunto.

"Vou seguir minha linha de não reclamar de arbitragem. Explicar uma derrota é sempre complicado. Um jogo truncado, com poucas oportunidades. O Botafogo com mais posse, mas sem chance clara. O Vasco teve um bom chute de fora da área e o gol. Clássico é decidido em poucos detalhes", disse Jair.