Gatito falha feio e Botafogo acaba derrotado pelo Atlético-PR no Nilton Santos

Derrota pode permitir aproximação de rivais na tabela do Brasileirão

Por O Dia

Rio - Após vencer fora de casa no meio de semana, o Botafogo voltou a ser derrotado atuando no Nilton Santos. Neste sábado, a equipe carioca não teve um bom rendimento e perdeu por 1 a 0 para o Atlético-PR. O resultado não tira o Glorioso do G-7, mas permite que as equipes rivais se aproximem dependendo das partidas de domingo.

O único gol da partida teve contribuição decisiva de um dos melhores jogadores do Botafogo no ano. Gatito Fernández falhou feio após finalização de Guilherme. O paraguaio tentou encaixar o chute do jogador atletico, mas se atrapalhou. 

Na próxima rodada, o clube carioca recebe o outro Atlético, desta vez o Goianiense, lanterninha do Brasileirão, no Nilton Santos, na quinta-feira. Já o Furacão vai até Campinas encarar a Ponte, no dia anterior.

Gatito Fernández falhou feio em gol do Atlético-PRMárcio Mercante / Agência O Dia

O JOGO

Apesar da forte chuva que caiu no Rio de Janeiro durante o dia, a bola rolou no Engenhão com o gramado em boa condição. O Atlético Paranaense não demorou para tomar a iniciativa e chegou com perigo logo aos oito minutos. Pablo arrancou e deixou a bola com Guilherme. O meia chutou rente à trave de Gatito.

O time paranaense teve mais posse de bola no primeiro tempo e conseguiu transformar a superioridade em gol. Aos 30 minutos, Pablo cruzou para Guilherme, que finalizou sem muita força, mas contou com uma grande falha de Gatito, que deixou a bola escapar de suas luvas e atravessar a linha de sua meta. O goleiro ainda tentou se recuperar e puxou a bola para fora do gol, mas o árbitro já havia assinalado que a mesma havia entrado.

Botafogo perdeu por 1 a 0Márcio Mercante / Agência O Dia

O dia parecia não ser mesmo do Botafogo. Antes do apito final, Victor Luis se envolveu em um choque com Jonathan, acabou torcendo o pé esquerdo e precisou ser substituído por Gilson. O jogador será mais bem avaliado para saber a gravidade da lesão.

No segundo tempo, o jogo ficou truncado. O Botafogo foi criar sua melhor chance de marcar aos 31 minutos. Leonardo Valencia cruzou, Guilherme desviou e a bola passou muito perto do gol de Weverton.

O time carioca esboçou uma pressão no final, mas encontrou um adversário totalmente recuado e bem postado defensivamente. A equipe paranaense segurou o resultado, o que fez com que a torcida vaiasse o Botafogo ao fim do jogo. Gritos de 'time sem vergonha' ecoaram pelas arquibancadas.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense visita a ameaçada Ponte Preta na quarta-feira, às 17 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). O Botafogo só entra em campo na quinta, às 20h, diante do lanterna Atlético Goianiense, novamente no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 ATLÉTICO-PR

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves - RS (CBF) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior - RS (CBF)
Gols: Guilherme, aos 30 minutos do primeiro tempo
Renda / Público: R$ 167.640 / 8.399 presentes
Cartões amarelos: Ederson (ATL)
Cartões vermelhos:

BOTAFOGO: Gatito Fernandez; Arnaldo, Joel Carli, Emerson Silva e Victor Luis (Gilson); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Rodrigo Pimpão (Guilherme); Marcos Vinícius (Valencia) e Brenner. Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Fabrício; Esteban Pavez, Lucho González (Eduardo Henrique) e Guilherme; Sidcley (Lucas Fernandes), Pablo e Ribamar (Ederson). Técnico: Fabiano Soares

Com informações do Estadão Conteúdo