Carli vê protesto como um direito, mas reclama: 'Perdemos um dia de trabalho'

Glorioso precisa de pontos nas duas últimas partidas para selar vaga na Libertadores

Por O Dia

Rio - Faltando apenas duas rodadas para o fim do Brasileiro, o Botafogo vive sem dúvidas o seu momento mais delicado na temporada. Na penúltima partida, após a derrota para o Atlético-GO, em casa, os torcedores alvinegros perderam a paciência com a sequência de resultados ruins no Nilton Santos e fizeram um protesto. A atitude foi vista pelo zagueiro Carli como um direito dos alvinegros, no entanto, para o argentino, a preparação da equipe para o jogo contra o São Paulo acabou sendo atrapalhada.

Carli mantém discurso confiante no BotafogoReprodução Internet

"É chato, pois perdemos um dia de trabalho. O torcedor tem o direito de reclamar, mas não dessa forma. Acho que isso não é Botafogo. Fizemos um ano muito bom em todas as competições e estamos perto de um objetivo grande", afirmou.

No Morumbi, o Glorioso ficou no empate sem gols e acabou perdendo uma posição na tabela. Ainda na zona do G-7, o Botafogo precisa de pontos para selar a vaga na Libertadores do ano que vem. Apesar das dificuldades, Carli segue confiante na vaga.

"Temos essa motivação de conseguir a vaga na Libertadores. Não conseguimos as vitórias nos últimos jogos. Tivemos chances, mas o empate foi justo. Sabemos que ainda dependemos apenas de nós para chegar na Libertadores". disse.