Juntos na zona da degola, Vasco e Flamengo fazem clássico inusitado

Rivais se enfrentam em processo de reconstrução no Brasileiro

Por O Dia

Cuiabá - O choque de realidade do Campeonato Brasileiro fez desmoronar as convicções de Vasco e Flamengo. Ambos se enfrentam neste domingo, às 18h30, na Arena Pantanal, em Cuiabá, em meio a um processo de reconstrução. O time de São Januário estreia novo técnico, Celso Roth, enquanto Cristóvão Borges comanda apenas seu sexto jogo pelo Rubro-Negro. Com as duas equipes na zona de rebaixamento - "feito" inédito na história do duelo -, a urgência serve de força para se erguer na tabela.

Gilberto x Emerson Sheik%3A um dos duelos do clássico entre Vasco e FlamengoDivulgação e Márcio Mercante / Agência O Dia

O Vasco busca a primeira vitória na competição. Uma espécie de pedra fundamental. Em busca de material que lhe permita fortalecer seus alicerces, anunciou Léo Moura, foi atrás de Ronaldinho e apimentou a relação entre as torcidas. O lateral-direito voltou atrás, numa mostra do tamanho da rivalidade entre vascaínos e rubro-negros.

TEMPO REAL: Acompanhe, lance a lance, o clássico entre Vasco e Flamengo

A tradição do confronto toca também no coração de Celso Roth. Se na Colina de Eurico Miranda, Vasco e Flamengo é um campeonato à parte, para o treinador, pode ser a injeção de ânimo que seu time precisa para juntar os cacos e sair debaixo dos escombros da lanterna - a equipe tem o pior ataque, com três gols marcados, e a defesa mais vazada, com 14 sofridos.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

“Jogar contra o Flamengo é a melhor coisa que podia acontecer. É ótimo, pois o perigo de um resultado ruim é iminente. As forças são iguais. Quando temos o compromisso de ganhar o jogo a pressão é muito maior. Até pelo momento dos dois clubes, as coisas estão divididas e qualquer coisa pode acontecer”, afirmou o treinador, que fez mistério em relação ao time que entrará em campo: “Temos de jogar o nosso melhor futebol para vencer e sair desse momento ruim.”

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Cristóvão Borges também esconde suas ferramentas. Pelos treinos da semana, a casa estará protegida por três volantes, Jonas, Márcio Araújo e Canteros, e Pará será barrado por Anderson Pico. No gol, César substitui mais uma vez Paulo Victor. Na frente, Emerson tem lugar garantido. Resta saber quais jogadores vão ajudá-lo a derrubar a defesa adversária. Para o treinador rubro-negro, Flamengo e Vasco estão na zona de rebaixamento porque tentam se reconstruir já com o Brasileiro em andamento.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

“É um campeonato muito duro, tem que entrar mais pronto. Quanto mais preparado, menos sustos leva”, disse Cristóvão, que vê a vitória como peça importante no trabalho de restauração da confiança do time:

“Independentemente da necessidade das duas equipes, é um clássico estadual, de rivalidade, será um grande jogo de qualquer jeito, mesmo sendo em Cuiabá. Quem vencer vai sair fortalecido. A situação de urgência valoriza. A briga vai ser boa, a briga vai ser grande.”